Home Editorial Pedro Pool, rap e business
Pedro Pool, rap e business

Pedro Pool, rap e business

por Joaozinhocwbeats

Pedro Pool ou Just Pool como é o seu Instagram, é um QUASE físico formado pela USP, acabou abandonando no ultimo ano de faculdade. hoje é um engenheiro de áudio formado pela IAV e no conservatório Souza Lima.

Criador e idealizador do projeto PROHIPHOP juntamente com o rapper Cabal, já foi Manager dor Rapper BK e hoje atua como diretor e A&R (responsável por caçar talentos e de ser um dos responsáveis por cuidar do início ao fim do processo de uma música ou álbum) da gravadora Papatunes, do Papatinho.

Como um bom físico tem que ser, Pool tem o domínio total dos 4 elementos da física: acústica, óptica, dinâmica e eletricidade. Com o Hip Hop não poderia ser diferente, Pool tem em mãos ou melhor, no cérebro, todo conhecimento e vivência relacionado aos 4 elementos do Hip Hop desde muito cedo, digamos que essa faculdade das ruas ele é gabaritado.

Conversamos com ele sobre suas inspirações, carreira, começo do Rap nacional com contato entre artista x gravadoras, Papatunes e desejos, Pedro Pool nos contou o seguinte: “Acho que a pessoa que mais me inspirou durante minha vida toda foi o Damon Dash. Sinto que agora seja o momento que eu mais estou podendo por em prática as lições dele, mas foram muitos anos pra que eu alcançasse a posição que estou. Creio que esse tempo foi necessário tanto para meu amadurecimento quanto para o do mercado também. Quando comecei, há mais de 15 anos, com o rapper Cabal, por ele ser na época assinado com a Universal Music, eu de cara, já tive uma experiência de como é a industria musical. Porém, naquele momento acredito que éramos apenas nós e mais 2 ou 3 artistas de RAP em alguma multinacional, por isso sinto que minha experiência não foi tão completa.”

Hoje em dia temos um mercado de RAP muito mais robusto, com inúmeros artistas em todas as majors e eu, como A&R da Papatunes tenho a oportunidade de trabalhar em conjunto com os A&Rs de todas as grandes gravadoras, o que ao meu ver é extremamente enriquecedor e foi algo que sempre almejei. Já no trabalho do Papatinho como artista, temos um suporte enorme da nossa companhia, Warner Music, que sempre nos auxilia a viabilizar nossos projetos. Acredito que todas as gravadoras estão desempenhando um papel muito importante no desenvolvimento do mercado do RapBr, tornando-o enfim sustentável. Elas investem dinheiro nos projetos e garantem que todas as engrenagens do processo sejam pagas.”

A cada reunião que participo com algum dos presidentes, vejo que todos eles, sem exceção, são visionários e modernos!  Me lembro no começo dos anos 2000 quando, pasmem, mas produtores raramente recebiam por suas produções, era tudo na base da “parceria” (termo que nunca concordei, pois parceria de verdade é quando ambos os lados saem ganhando, senão é apenas “ajuda”) e o Cabal, através da Universal, garantiu que todos os produtores do seu primeiro CD fossem muito bem pagos.”

Agora o cenário é completamente diferente, trabalhando na Papatunes temos como exemplo o Papatinho, que extrapolou o oficio de produtor pra seguir paralelamente com sua carreira artística, conseguindo viabilizar um selo musical que lança artistas do quilate do L7NNON, construiu um estúdio de ponta, tem um programa de rádio semanal na estação de maior audiência no RJ e esta alçando a nossa cultura a patamares internacionais. Em todos os aspectos, ambiente, qualidade musical, profissionalismo e etc, a Papatunes é o selo de RapBr que eu sempre sonhei que um dia existisse e que hoje tenho a honra de fazer parte”, finaliza Pedro Pool.

Pool é uma referência nacional quando se trata de business, ainda mais na música, que é onde ele domina de ponta a ponta, famoso por suas incríveis fotos ao redor do mundo com pessoas que a gente não costuma nem imaginar que um brasileiro fora da “mídia” é capaz de encontrar, o diretor da Papatunes é dono de um dos maiores networking que o rap brasileiro já viu.

Confira algumas fotos que estão em sua conta no Instagram.

Pedro Pool e AraabMUZIK, onde pediu para a lenda das MPC’s, autografasse a sua.
Pedro Pool e Pusha-T
Pedro Pool e A$AP Rocky, em algum lugar em Nova York.
Pedro Pool e Action Bronson em algum rolê com muita comida e risadas.
Pedro Pool e Tyler
Pedro Pool, Cam’ron e Damon Dash
Pedro Pool e a gangue! Travis Scott, Asap Nast, ASap LLLZ e ASAP Bari (fundador)
Pedro Pool e Ice Cube
Pedro Pool e Virgil Abloh
Referência nacional? Claro que temos. Pedro Pool e Mano Brown.
Pedro Pool, Papatinho e Black Eyed Peas
Pedro Pool, Black Alien e Papatinho.

Pedro Pool, Black Alien e Papatinho. Pool é um dos poucos privilegiados a ter acompanhado de perto e do zero o clássico “Abaixo de Zero – Hello Hell”, que levou o prêmio de melhor disco do ano pelo Mutishow.

Pedro Pool, Cabal e Kanye West.

E por último, não poderia faltar ele e seu antigo sócio, rapper Cabal, com Kanye West, um dos maiores artistas de todos os tempos. E pra encerar essa nota, confira o próprio Pool comentando como foi estar em estúdio com a lenda Kanye West.

Ver essa foto no Instagram

Kanye West foi o único gênio que conheci pessoalmente! E ainda tive o privilégio de vê-lo trabalhando em 2 madrugadas que passamos em estúdio. Ele chegava por volta das 22 horas e saía 5 da manhã. Essas 14 horas de estúdio foram suficientes para ele gravar o verso dele na “Ego” (remix) da Beyoncè e dar retoques em músicas que ele lançaria no então inédito CD, “808s & Heartbreak”. Coincidentemente, em outra sala de gravação estavam sendo captadas as baterias do CD do desfile das escolas de samba do Carnaval e obviamente que o Kanye ficou impressionado e gravou alguns meninos tocando, possivelmente pra usar nas futuras produções. O verso dele para “Ego” foi totalmente composto na hora sem papel nem caneta!! O processo foi: Primeiro ficou no booth ouvindo o instrumental em loop por cerca de 15 minutos. Então foi gravando versos aleatóriamente. Voltou pra técnica e pediu pro engenheiro colocar os versos na ordem correta. Ouviu algumas vezes o que tinha gravado, voltou para o booth e gravou a versão boa! Boom!! Vi a mágica acontecendo na minha frente! Vivências assim dinheiro NENHUM no mundo compra e só a música pode proporcionar!

Uma publicação compartilhada por Pedro Pool (@justpool) em

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações