Home Editorial 8 artistas brasileiros de R&B pra você ouvir nessa quarentena

8 artistas brasileiros de R&B pra você ouvir nessa quarentena

por Joaozinhocwbeats

Nascido nos Estados Unidos no final da década de 40, o movimento musical designava, a princípio, a música negra norte-americana (jazz, soul, blues e gospel). Com o passar do tempo, e principalmente a partir dos anos 80, o estilo passou a agregar elementos do pop, hip hop e funk, se aproximando do som que conhecemos hoje com o R&B/pop.

Apesar de ser um gênero universal e que apresenta artistas de muito talento, o R&B ainda é pouco consumido no Brasil. Pensando em ajudar na disseminação do gênero, a cantora Isadora listou 3 motivos para ouvir R&B (rhythm and blues) e nós do ZonaSuburbana listamos 8 artistas para você dar play, Confira abaixo:

1 – Som eclético: O ritmo é uma verdadeira mistura de estilos (elementos do pop, urban e música eletrônica, além do Soul, Jazz e Blues), e agrada a diversos gostos e estilos;

2 – Som sensual e envolvente: A melodia em si já cria uma atmosfera romântica e cria o ambiente ideal para ouvir acompanhado ou pensando no crush;

3 – Se encaixa em várias ocasiões: É a trilha sonora perfeita para dias alegres, dias tristes, para socializar com amigos, ou curtir uma noite a dois;

Isadora:

E agora começando com nossa lista, a primeira aparição é da própria cantora que nos ajudou a abordar esse tema. Aos 7 anos de idade já dava os primeiros passos: fez parte de um coral infantil, participações em musicais e cresceu com uma educação voltada para as artes.

Hoje aos 25 anos é uma das maiores vozes desse Brasil no gênero e segue crescendo a cada dia, ou seja, se você ainda não conhece, agora é sua chance de ouvir pela primeira vez a voz doce de Isadora.

Liva:

Liva é referencia total aos anos 2000, sua musicalidade é notável com inspirações em Justin Timberlake e principalmente Chris Brown, o jovem consegue trazer sua música pra um patamar altíssimo com sua voz.

Dono de um dos melhores sons desse ano, Liva tinha que estar nessa lista.
O artista ainda não tem um trabalho solo, mas, segue trabalhando em seu EP em parceria com o Laudz, do Tropkillaz e a música que recomendamos é da própria parceria dos dois, onde se entenderam muito bem.

A faixa “Não Foi Minha Intenção” é a perfeita junção de talentos, com direção de fotografia do Pablo Vaz, Coreografia da Aline Maia e direção executiva do Rodrigo Bigorna, não tinha como dar errado.

Alt Niss:

Uma das integrantes do “Rimas e MelodiasAlt Niss é um dos maiores talentos dessa geração, voz única e carisma, é uma das apostas da produtora do Racionais, Boogie Naipe. Já tem um bom tempo que acompanho o trabalho da Alt Niss e cada vez fico mais espantando com o tamanho artista e compositora que ela é.

Alt Niss tem um EP de 7 faixas na rua, intitulado “A Linha Tênue” lançado ano passado, esse ano soltou um single com a Budah (ouça aqui), artista que acabei não optando pra por aqui por causa dos seus números, mas que você não deve deixar de ouvir e conhecer, caso ainda não a conheça.

Voltando pra Alt Niss, se você quer ouvir algo que soe antigo e atual ao mesmo tempo, é ela. Música que recomendamos: “Não Vou Me Preocupar”.

Alemar:

Alemar é um dos nomes dessa lista e que precisa está no seu fone urgente. O cantor paulistano lançou um EP chamado “ROSSI” fazendo total referência ao cantor brega Reginaldo Rossi. Alemar fugiu de tudo que a gente era acostumado e seguiu a linha do brega com seu R&B, conseguindo trazer os fãs dos dois gêneros para observar seu talento e aplaudir de pé após cada musica cantada pelo rapper.

A faixa que destacamos é a “Garçom”, referência total a famosa música do Reginaldo, mas que dessa vez ganha uma versão na linha do R&B com clipe e claro, a voz incrível de Alemar. saca só:

MHC:

Matheus ou MHC como é chamado pelos fãs, é mais um jovem promissor da cena de Curitiba. MHC tem uma ou outra música solta pelo YouTube, mas foi esse ano que ele conseguiu atingir um nível altíssimo. Graças ao produtor Baczp que vem conseguindo extrair o melhor do Matheus em cada faixa.

A faixa que destacamos é a “Estampado” onde o MHC relata suas palavras em forma de rimas, com produção do Baczp, a música e clipe são bem sensuais, confira:

Ju Maia:

Ju Maia é um diamante e está sendo lapidado na cidade de Curitiba, juntamente com seu produtor e amigo Welton do Amaral, os dois fazem “vídeos cover” quase todo mês e seguem encantando o Brasil.

Ju Maia segue trabalhando pra lançar seu primeiro trabalho na rua, mesmo sem um som solo lançado, ela já teve grande destaque em grandes obras do rap curitibano. Seja na “Não Te Tendo”, faixa que marcou toda uma geração e recentemente no aclamado CD do Rodrigo Zin, “Fazendo Grana Pro Meu Filme”.

A Ju Maia foi a unica presente em duas faixas do álbum do Zin, isso já pra ter uma noção do quanto boa ela é. Ela participa da faixa “Menos Que Viver” que conta com o Card e o Alemar, presente nessa lista. Nosso destaque vai para a faixa “Grana Gama II” que conta com o Nebula e encerra o disco, mas é a Ju Maia que simplesmente rouba as atenções pra ela, saca só:

Caíque Ribeiro:

Caíque é da zona leste de São Paulo, teve seu primeiro contato com a música nas rodas de samba e logo aos 14 anos começou a estudar violão, cavaquinho e canto. Desde então sua paixão pela música só cresceu, fez parte de grupo de pagode e de um coral gospel, criou bagagem e resolveu se aventurar no R&B, onde ele se encontra hoje.

Ano passado Caíque lançou o single, “O Amor Chegou” e participou de três músicas no EP “Pérolas” do BIG THE KIID. Esse ano tem tudo pra roubar a cena com seu trabalho solo, acabá de lançar o EP “MAIS AMOR” que é repleta de produções e participações incríveis, conta com 7 faixas e a música que destacamos é “No Love” que encerra o EP.

Junior Klein:

Por último e não menos importante temos JR Klein, como alguns dessa lista, começou sua jornada na igreja e desde então não parou de cantar e encantar quem o ouve.

Ano passado lançou alguns trabalhos e destaque para a faixa “Vem Pra Balançar”, que contou com participação do rapper Cabes. Esse ano ele deu a cara com um single maravilhoso chamado “O Gueto Venceu” e ela que vamos destacar pra vocês.

O Gueto Venceu” ganhou um visual lindo inspirado no filme Karate Kid, realizado em 3 cidades diferentes para tentar absorver o máximo de uma história oriental. A música como diz o título, é pra relatar as dificuldades do cotidiano do povo da periferia e que é sim possível vencer, veja abaixo:

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações