Home Entrevistas Papo de Música conversa com Negra Li em programação dedicada ao mês da consciência negra
Papo de Música conversa com Negra Li em programação dedicada ao mês da consciência negra

Papo de Música conversa com Negra Li em programação dedicada ao mês da consciência negra

por ZonaSuburbana

Um mapa da produção musical da cultura brasileira traçado de conversa em conversa e eternizado em vídeos. É assim que o canal Papo de Música desenha seu caminho, se embrenhando na diversidade sonora, estética e social dessa grande terra brasilis. Desde a sua estreia, em 2018, o canal apresenta  uma curadoria diversa e lá se vão 100 episódios. Em novembro, mês da consciência negra, a apresentadora Fabiane Pereira amplia essa proposta com conversas protagonizadas por artistas negros. Nesta semana, a programação segue pelo rap e traz uma conversa com Negra Li e, na quinta, às 19h, uma live com Tássia Reis vai ao ar no quadro “De Frente com Fabi”. Na próxima semana, Bia Ferreira, completa a programação especial que já contou com Gilberto Gil, Luedji Luna, Thiaguinho e Teresa Cristina.

Um dos maiores nomes do rap feminino brasileiro, ela destacou a importância de figuras como Foxy Brown e Lil Kim como referências. Já entre figuras nacionais, ela relembrou o sentimento de ver Adriana Bombom na TV, no extinto Planeta Xuxa: “eu via a Bombom como uma esperança, porque Paquita não era possível ser. Quando a Bombom apareceu, fiquei feliz que pelo menos ela estava lá”. Anos depois, ela mesma carregaria a representatividade que buscava. “Eu buscava uma referência na televisão e, em Antônia, passei a ser essa referência”, conta sobre a série global lançada em 2006. 

Um dos principais nomes do samba e do pagode, Thiaguinho também comentou sobre a busca por se enxergar em ícones televisivos. “Muitas vezes senti que minha auto estima era baixa porque não conseguia ver gente na televisão. Achava que não me encaixava”, conta antes de destacar a vontade de fazer parte dessa mudança. “Não quero que outra criança passe por isso. Quero que o menino negro olhe pro Thiaguinho e se identifique com as letras, com o cabelo, com a maneira de se vestir, de se comportar”, completa.

Mesmo trazendo artistas com trabalhos e narrativas plurais o ano inteiro, Fabiane conta que não podia deixar o mês da consciência negra passar batido. “A música tem um poder de comunicar muito grande e, aqui no Brasil, tem até um papel educativo, então estou muito feliz de trazer esse conteúdo com nomes tão especiais”, ressalta a apresentadora. Além dos vídeos, ela também disponibiliza playlists selecionadas conforme inspirações surgidas das entrevistas (ouça aqui). Uma programação de lives dedicada ao tema também toma conta do quadro “De Frente com Fabi”, exibido no canal às quintas, às 19h. Tássia Reis e Amaro Freitas são os próximos nomes que ela convida para um bate-papo.

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações