Home Agenda Com GOG, festival celebra o centenário de Paulo Freire neste domingo (19)
Festival Cultura Educa reforça a importância de Paulo Freire em seu centenário

Com GOG, festival celebra o centenário de Paulo Freire neste domingo (19)

por @felizrappy

Neste domingo (19/09/21), celebramos o centenário do educador, referência mundial em pedagogia, Paulo Freire. O rapper GOG faz parte do line-up do Festival Cultura Educa, que vai ao ar no YouTube no mesmo dia, 19 de setembro. Com artistas como Chico César, Teago Oliveira e Versa Libertália, o evento terá retransmissão em TV aberta.

Paulo Freire é o Patrono da Educação Brasileira, título concedido pelo Governo Federal em abril de 2012. Educador e filósofo, é conhecido mundialmente pelo método de ensino que desenvolveu, colocando o aluno em evidência e tendo maior poder de decisão sobre o que lhe é ensinado. No dia 19 de setembro, o Brasil que se importa com a educação comemora o centenário de Paulo Freire e um novo evento chega para jogar mais luz sobre o filósofo: o Festival Cultura Educa.

Durante 10 dias, o Festival Cultura Educa vai trazer debates e shows. Além da transmissão online, haverá também a retransmissão dos melhores momentos na TVT (canal 44.1 – São Paulo). O canal do YouTube é www.youtube.com/c/FestivalCulturaEduca.

A programação do Festival Cultura Educa

• 9/set (quinta):
– 19h: Debate “Quem tem medo de Paulo Freire?” com o Prof. Dr. Adelino Francisco de Oliveira e a Chefe de gabinete da deputada Luiza Erundina (PSOL) Muna Zeyn. Mediação: Mateus Novaes (Coletivo Cidadania Ativa).
– 20h20: Shows – Versa Libertália (abertura) e Teago Oliveira

• 10/set (sexta):
– 19h: Debate “O método na prática. Paulo Freire na sala de aula” com a professora alfabetizadora Nilma Sladkevicius, a Profª. Drª. Nima Spigolon. Mediação: Mariana Martins Lemes (Secretaria de Educação do Estado de São Paulo).
– 20h20: Shows – Dani Carmesim (abertura) e GoG

• 11/set (sábado):
– 17h: Debate “Segundo Exílio”? Paulo Freire e o retrocesso brasileiro” com o professor Juliano Peroza e a professora do CENPEC Maria Cristina de Campos Pires. Mediação: Mateus Novaes (Coletivo Cidadania Ativa).
– 18h20: Início dos Shows – Marcos Wilder (abertura) e Chico Cesar

• 13 a 19/set: transmissão na rede TVT de três episódios contendo os melhores momentos dos shows.
• 19/set (centenário de Paulo Freire): retransmissão dos shows pelo canal do Festival Cultura Educa, incluindo trechos inéditos.

Festival Cultura Educa tem perfil no Instagram e canal no YouTube.

Curriculum dos debatedores e mediadores:

• Quem tem medo de Paulo Freire?
Debatedor 1:
 Prof. Dr. Adelino Francisco de Oliveira. Professor de Filosofia no Instituto Federal de São Paulo, campus Piracicaba. Pós-doutor com pesquisa no campo dos direitos humanos. Doutor em Filosofia. Mestre em Ciências da Religião. Twitter: @Prof_Adelino_. Instagran: @professor_adelino.
Debatedora 2: Muna Zeyn. Chefe de gabinete da deputada Luiza Erundina (PSOL).
Mediador: Mateus Novaes (Festival Cultura Educa) é formado em Filosofia pela FFLCH/USP. Servidor público do legislativo municipal de São Paulo, integrante da Índio Indie e do Coletivo Cidadania Ativa.

• O método na prática. Paulo Freire na sala de aula.
Debatedora 1:
 Nilma Sladkevicius. Professora alfabetizadora Educação de Jovens e Adultos (EJA), na EMEIEF Luiz Bortolosso, em Osasco (SP). Pós-graduada nos cursos: Especialização em Educação de Jovens e Adultos / Pedagogia Social na EJA / Violência Doméstica contra Crianças e Adolescentes, pela Universidade de São Paulo. Vencedora do Prêmio Educador Nota Dez 2019.
Debatedora 2: Nima Spigolon. Poeta. Professora Doutora da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), atua na Faculdade de Educação (FE). Pesquisadora e estudiosa de Elza Freire e Paulo Freire tendo no casal sua principal referência teórica-metodológica e epistemológica. Instagram: @rosanina.rubra.
Mediadora: Mariana Martins Lemes. Geógrafa, professora e mestre em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo. Atuou por seis anos em escolas estaduais e, hoje, compõe a equipe curricular de Geografia da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo. Em 2019, ganhou o prêmio Educador Nota 10, pelo projeto “Agricultura no Brasil: o que vamos colher no futuro?”, desenvolvido com estudantes do 9º ano em parceria com professoras de outras áreas do conhecimento. Estuda e pesquisa a área da educação, com destaque para políticas públicas educacionais e seu impacto na prática docente. ▪ Instagram: @mariana.martins.lemes.

• “Segundo Exílio”? Paulo Freire e o retrocesso brasileiro.
Debatedor 1: 
Juliano Peroza. ▪ Professor do Instituto Federal (Campos Iratí-PR). Autor do livro “Pedagogia do Inédito Viável: O pensamento utópico freiriano e a formação de professores”.
Debatedora 2: Maria Cristina de Campos Pires. Professora do “Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC)”. Participante do Coletivo Paulo Freire de São Paulo.
Mediador: Mateus Novaes (Festival Cultura Educa) é formado em Filosofia pela FFLCH/USP. Servidor público do legislativo municipal de São Paulo, integrante da Índio Indie e do Coletivo Cidadania Ativa.

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações