spot_img
terça-feira, maio 28, 2024

Últimos Posts

ONErpm homenageia Oruam, Borges, Chefin e BIN com placas comemorativas no Mainstreet Festival

No último dia 5 de maio, a equipe da ONErpm esteve presente no Mainstreet Festival, no Rio de Janeiro, e entregou placas comemorativas celebrando o sucesso de alguns dos artistas do selo que deu nome ao festival, que domina a cena musical do hip-hop brasileiro. Os rappers Oruam, Borges, Chefin e BIN foram os artistas homenageados.

Oruam, artista da nova era do trap nacional, recebeu a placa por seu hit “Predestinado”, que conta um pouco mais de sua trajetória e fala do novo momento que o artista viveu depois da fama. A música alcançou a marca de 50 milhões de execuções, garantindo ao artista o Disco de Platina

Mano, na verdade eu não sei nem como é que eu me sinto, só sei que tô vivendo, o bagulho tá maneiro! Só agradecer a Deus porque sem Ele nós chegamos em lugar nenhum. Temos que confiar, ter fé, que nossos sonhos se realizam. Estamos aí, Disco de Platina!”, celebrou Oruam.

Borges, conhecido por ajudar a popularizar o trap mais ‘proibidão’, recebeu a placa pela música “Iphone Branco”, que alcançou a marca de 90 milhões de execuções e garantiu ao artista o Disco de Platina Triplo. A música marca todos os esforços do artista durante sua trajetória, desde quando lançou sua conta em uma plataforma de vídeos e começou a reagir a diversos conteúdos com sua música. 

Já não é a primeira vez que eu recebo uma certificação, mas dessa vez é mais especial, já que é uma música solo, tá ligado? Já tinha um tempo que eu estava querendo estourar uma parada nova na rua. Fiquei no ano passado passando por vários problemas, mas esse ano tem sido tudo iluminado na minha carreira, tá acontecendo tudo que eu sempre sonhei, eu sempre fui um moleque de soltar pouca música pra conseguir trabalhar cada faixa muito bem”, afirmou o rapper Borges. 

Continuando: “Só que do nada, já tinha tido aquela virada de chave, e agora o Disco de Ouro veio. Eu tô muito feliz com tudo que tem acontecido na minha vida, sem palavras mesmo, de verdade”.

Chefin, que se tornou um dos artistas mais promissores da sua geração, recebeu a placa por seu hit “212”. A música alcançou a marca de 295 milhões de execuções, garantindo ao artista o Disco de Diamante Triplo. Com uma pegada mais pop, a música dominou o topo das paradas logo após seu lançamento. 

Para mim é um sonho!  Eu não acreditava que eu ia soltar uma música, e chegar em patamar assim, não. Eu sonhava que um dia ia ser cantor mas sabe como é, sempre existe o risco da frustração.  Quando bati um milhão já foi uma sensação muito foda, mas graças a Deus me abençoou, bati 300 milhões”, comenta Chefin, emocionado.

BIN foi homenageado pela faixa “Ape 1001”, com Ludmilla, que garantiu ao duo o Disco de Diamante, com 108 milhões de execuções. A música foi uma virada na carreira do artista, consolidando ainda mais sua persona artística mais romântica. “Nunca recebi um disco de diamante e eu tô feliz demais! Nunca imaginei ganhando isso, nem sabia quanto que tinha que bater pra ganhar um desses, fico feliz, uma conquista nossa, da Mainstreet, tá ligado? Sempre me apoiou, tão comigo desde o início. Uma conquista pro rap também que antigamente a gente não conseguia ver. Agora é aproveitar o momento”, finalizou.

Esta foi a primeira edição do Mainstreet Festival, o evento aconteceu no Riocentro com mais de 20 atrações, incluindo Orochi, sócio do solo, além de Djonga e até atrações internacionais.

ÚLTIMOS POSTS

Não Perca