spot_img
sexta-feira, junho 14, 2024

Últimos Posts

DJ Caique lança “Azz Veizz – Parte 2” com Pedro Qualy, Edi Rock, Luccas Carlos, MC Guimê, Leal, PK e Derek

Considerada um clássico do rap nacional, “Azz Veizz” foi produzida em 2012 por DJ Caique em parceria com Projota, Rashid e Terceira Safra, alavancando esses nomes na cena. Sete anos depois, a faixa ganha uma segunda versão com nomes de peso do funk e do rap: Pedro Qualy (Haikaiss), Edi Rock (Racionais MC’s), Luccas Carlos, MC Guimê, Leal (Primeiramente), PK e Derek (Recayd Mob). “Azz Veizz – Parte 2” já está disponível em todas plataformas de música.

A faixa faz parte do álbum “Coligações Expressivas 5” do DJ Caique, que traz 14 músicas inéditas, de um total de 33 faixas e sai nesta sexta (22), ambos lançamentos da Som Livre.

DJ Caique optou por manter o refrão de “Azz Veizz” na nova versão da música, dando um clima de nostalgia para os fãs. A missão ficou por conta de Pedro Qualy, um dos integrantes do Haikaiss, que entoa com sua voz marcante o refrão: Azz veizz/Se ela disser sim, se tiver afim, dá um rolezim/De namoradinho, porque esse neguim hoje tá facim/Digo Azz Veizz/Tô arrumadim, memo sem ter dim, ela olhou pra mim, deu um sorrizim/Vou no sapatim, uma mina assim é tipo Azz Veizz.

Os demais artistas entram ao longo dos versos da música com rimas autorais e inéditas. O resultado é uma junção do hip-hop clássico do Edi Rock, com o R&B de Luccas Carlos, o funk ostentação de MC Guimê, o boombap do Leal, o trap do Derek e a mistura do trapfunk do PK.

Todos estão presentes no clipe, gravado em São Paulo, com produção da Usina Filmes e direção de Rafael Souza. “Esse som foi lançado em 2012 com a minha produção e comigo mesmo rimando. Como foi um sucesso na época, se tornou um clássico e as pessoas pediam muito a parte 2. Reuni um time de peso e agora chegou a hora“, conta DJ Caique.

Pedro Qualy, do Haikaiss, fala da importância do DJ Caique na trajetória do grupo e a satisfação de estar na nova versão da faixa: “O Caique foi um cara que nos ajudou muito no início do Haikaiss, não tínhamos verba e ele acreditou na gente. E o rap Azz Veizz faz parte da minha vida, ficava ouvindo os MC’s da época e depois de quase 10 anos fui escolhido para fazer o refrão, que era a parte do Rashid, isso é muito gratificante pra minha carreira. Vai ser uma grande bagunça fazer um rap com esses caras“, diz.

A junção do rap com o funk é celebrada por MC Guimê: “Estar presente nessa sequência de Azz Veizz é muito importante para a quebra de barreiras entre o rap e o funk. Eu me sinto honrado em fazer parte disso e muito feliz também. Trabalhar com todo mundo junto assim é uma vibe diferente. O funk e o rap são unidos por nós que cantamos, cada um com o seu jeito, então é um aprendizado e a energia fica lá em cima“, declara.

Já o veterano Edi Rock, fundador do Racionais MC’s e também em carreira solo, comemora a parceria entre diferentes gerações: “O melhor do rap é a força. Acho importante a velha escola estar com a nova, pois é a continuação, assim não morre, continuamos com a base sólida. O estilo desse som também é um diferencial nesse projeto e aceitei logo de cara p desafio. Só tenho a agradecer pelo respeito e pelo convite, de estar com os meninos para fazer música boa“.

Luccas Carlos finaliza falando sobre a experiência de participar de uma nova versão de um sucesso ao lado de grandes nomes da cena: “Lembro que foi a minha primeira namorada que me mostrou essa música, achei irada e até hoje tenho a cena na minha cabeça de quando ouvi pela primeira vez. Gosto muito do lance de pegar algo que existe e dar uma vida nova. Fiquei muito animado com o convite do Caique e quando recebi o beat já fiz logo a minha parte. Estar junto com esses caras é sempre muito maneiro, só os brabo!“.

ÚLTIMOS POSTS

Não Perca