Home Editorial As últimas palavras de Tupac reveladas por um policial

As últimas palavras de Tupac reveladas por um policial

por RiDuLe Killah

Chris Carroll, um policial, disse que ouviu as últimas palavras de Tupac Shakur em 7 de Setembro de 1996, a noite em que o repper foi baleado em Las Vegas, Nevada, de acordo com uma entrevista que ele concedeu ao Vegas Seven.

Carroll diz que tirou Tupac Shakur do veículo de Suge Knight e que Knight continuou gritando com ele.

“Suge estava gritando, ‘Pac!’, e quando olhei para baixo, percebi que era Tupac Shakur”, disse Carroll. “Na época, isso não significava nada para mim. Eu estava mais preocupado com o fato de que essa era uma situação ruim para um outro policial.”

Carroll disse que tentou contatar Tupac para identificar a pessoa responsável pelo tiroteio.

“Eu estava olhando para Tupac, e ele estava tentando gritar de volta para Suge, e eu perguntei a ele: ‘Quem disparou contra você? O que aconteceu? Quem fez isso?’ E ele estava apenas me ignorando. Ele estava fazendo contato visual comigo aqui e ali, mas ele estava tentando gritar com Suge. E eu continuava perguntando uma e outra vez, ‘Quem fez isso? Quem atirou em você?’ E ele basicamente continuou me ignorando. E então eu vi em seu rosto, em seus movimentos, de repente, em um estalar de dedos, ele mudou. E ele passou de lutar para falar, não sendo cooperativo, para um tipo de coisa tipo, ‘Estou em paz.’ Bem assim. Ele foi de lutar para respirar para ‘Eu não consigo fazer isso’, e quando ele fez essa transição, ele olhou para mim e ficou olhando nos meus olhos. E foi quando eu olhei para ele e perguntei mais uma vez, ‘Quem atirou em você?’ Ele olhou para mim, respirou fundo para tirar as palavras, e quando ele abriu a boca, e pensei que realmente iria conseguir alguma cooperação, mas então as palavras que saíram foram: “Foda-se.”

Carroll disse que essas foram as últimas palavras que Tupac disse.

“Naquele momento, eu falei com ele foi o último momento de vida real onde ele estava falando”, disse Carroll. “Eu conversei com o policial que entrou na ambulância com ele. Ele disse que Tupac estava mudo, e ele não disse nada nem no hospital. Não havia mais nada.”

O Vegas Seven reconhece que algumas das declarações de Carroll diferem “significativamente do que foi relatado anteriormente, mais notavelmente no livro The Killing of Tupac Shakur, da autora de Las Vegas, Cathy Scott”.

No início de maio de 2014, Suge Knight falou sobre Tupac. “Tupac não está morto”, disse Suge na época. “Tupac não está morto, nigga. Se ele estivesse morto, estaria prendendo esses caras por assassinato. Você sabe que ele está fumando um charuto cubano em uma ilha em algum lugar.”

Manancial: Hip Hop DX

Você pode gosta

1 comentário

Mamadou 21/02/2019 - 16:32

Nas verdades que nos conhecemos que a policia dinamarquês, identificou omar shakur, uma estaciomamento e cumboi, na cidade de copenhaga,pesciso momento em que Ove trazedio de passageros , ficou bloquiado numa local durante 23, menutos, na Norrebro station ,lhe pareceu tupac shakur, tupac vibo em Dinamarca neste momento com idade muito alevado com caras operaçaos plasticas.

Reply

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações