Home Agenda A tradicional Batalha do Real 19 anos promove edição com recursos do Edital de Fomento à Cultura Carioca (FOCA), com três batalhas
A Tradicional Batalha do Real 19 anos promove edição com recursos do Edital de Fomento à Cultura Carioca (FOCA), com três batalhas

A tradicional Batalha do Real 19 anos promove edição com recursos do Edital de Fomento à Cultura Carioca (FOCA), com três batalhas

por ZonaSuburbana

A Brutal Crew, por meio do Edital de Fomento à Cultura Carioca – FOCA, da Secretaria Municipal de Cultura, apresenta o projeto A Tradicional Batalha do Real 19 anos, comemorando quase duas décadas da mais importante e conceituada batalha de rima da América Latina, com MCs de todo o Rio de Janeiro disputando o título. Serão três batalhas épicas, com entrada franca, a primeira delas no dia 2 de julho, às 14h, na Praça Monsenhor Francisco Pinto, popularmente conhecida como Praça Batalha do Real, nos Arcos da Lapa. Essa será uma batalha marcada pela inclusão, com intérpretes de Libras nas oficinas e nos shows, legendas e áudio descrição no material audiovisual produzido e a batalha voltada para a diversidade sexual e de gênero. O local de realização cumpre as exigências de acessibilidade para pessoas portadoras de deficiência.

Para a primeira batalha, no dia 2 de julho, nos Arcos da Lapa, foram selecionadas seis MCs LGBTQIA+ e mulheres: Camilla Red (Batalha do Tank), Tarzan__Mc (Marginow), Devilzinha (Batalha do Fort), Athena (Batalha da Helianto), Kat Paixão (Roda cultural central) e AnjosMC (Roda Cultural Cidade de Deus). Os MCs que irão participar das duas últimas batalhas também serão selecionadas nessas batalhas do circuito.

O evento terá shows de Ainá The Laquisha, WinniT, Tony e Tonny Hyung. Ainá The Laquisha é artista carioca com produções originais, dançantes, divertidas e empoderadas. Ainá tem mais de 20 anos de envolvimento com hip-hop, é fundadora da Batalha do Real e participou de um dos primeiros grupos de rap feminino do Brasil, “Anfetaminaz”. Em sua carreira musical, mistura ritmos urbanos, sons africanos, trap, funk e rap. Entre suas músicas, estão “BSNC” e “Perigo”, além de feats com Akira Presidente, BK’, Juye e Jéssica Salty.

WinniT ficou em terceiro lugar na edição de 18 anos da Batalha do Real,  no ano passado, e já lançou single, “My Meisie”, pelo Selo Batalha do Real. Ele também já divulgou o EP “Prismático” e chegou a cantar com Gabriel, o Pensador, quando tinha apenas 12 anos. O músico e compositor trans começou a frequentar o movimento de hip-hop da sua cidade e a participar de batalhas de rima por toda São Paulo. Chamou atenção com suas rimas sensatas, ritmo, agilidade e sagacidade. Venceu inúmeras batalhas no circuito independente e em grandes festivais, como a Batalha do Conhecimento (RJ) Sons das Ruas (SP), Nike Battle Force (SP), Red Bull Mano (SP), Batalha do Museu (DF), Batalha dos amigo (DF) e muitas outras. WinniT é vencedor da primeira edição do Red Bull FrancaMente.

Tonny Hyung é rapper e compositora representante queer da Baixada Fluminense que entrou na cena a partir do lançamento do seu single “Nhai 2.0”, quando passou a ser conhecida na cena como “Dinda”. Dinda traz sua vivência e de suas iguais em seu território por meio de letras fortes, potentes e muito trap, mostrando a essência da cena underground e abrindo caminho para as próximas gerações.

Uma grande novidade dessa edição da diversidade é a participação da comunidade ballroom carioca, que fará performance (com Aika e Rothier) e oficinas de Old Way e Vogue Femme, categorias e estilos do ballroom. O evento terá ainda os DJs PamBelli e LP.

Um das novidades desse ano é a parceria com o humorista Big Jaum, 23 anos, natural da favela do Muquiço, em Guadalupe, zona Norte do Rio de Janeiro. Comediante, criador de conteúdo, apaixonado por audiovisual e engajado em projetos sociais, Big Jaum tem uma bela trajetória atrás das câmeras no Youtube. Na Batalha do Real, ele vai produzir conteúdo de foto e vídeo, além de vídeos de react.

A Batalha do Real segue em constante evolução e adaptação, processo de reenergização da cultura das batalhas de Mcs e da revitalização da Lapa, são fundamentos culturais que temos no nosso DNA. Para essa temporada, estamos abraçando a diversidade, usando o poder da nossa marca para alavancar novos talentos, como sempre fizemos em nossa trajetória de 19 anos. Espero ver batalhas com muita criatividade, eventos divertidos e intensos”, conta o criador da Batalha do Real, Aori Sauthon, diretor executivo da Brutal Crew, organizadora do evento. Aori é integrante do Inumanos, banda seminal do rap carioca que volta especialmente para apresentações exclusivas no evento.

Revitalização da Lapa

A Batalha do Real é peça chave no processo de revitalização da Lapa como bairro cultural. Por isso, retorna mais uma vez ao local aonde surgiu, na Praça Monsenhor Francisco Pinto, popularmente conhecida como Praça Batalha do Real. A Brutal Crew é ainda pioneira na utilização do espaço público como local de acessibilidade e pluralidade cultural.

Serviço:

A Tradicional Batalha do Real 19 anos

Sábado, 2 de julho, às 14h

Lapa

Praça Monsenhor Francisco Pinto, popularmente conhecida como Praça Batalha do Real

6 MCs

Camilla Red (Batalha do Tank),

Tarzan__mc (Marginow),

Devilzinha (Batalha do Fort),

Athena (Batalha da Helianto),

Kat Paixão (Roda Cultural Central)

AnjosMC (Roda Cultural Cidade de Deus).

DJs:

PamBelli

LP

Atrações

Ainá

Winnit

Tony

Perfomance: O que é Ballroom

Oficina:

Old Way

Vogue femme

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações