Home Rap Nacional 2STRANGE se une à MZ (1Kilo) para o lançamento de “Quantas Vezes?”
2STRANGE - Quantas Vezes ? ft. Mozart MZ

2STRANGE se une à MZ (1Kilo) para o lançamento de “Quantas Vezes?”

por ZonaSuburbana

Seguindo as novas tendências e criando uma atmosfera de reflexão por meio da combinação de beat e música, a dupla multi-patriada de irmãos, Dani Boy e Bobby Banks, que formam o 2STRANGE, se juntam ao MZ (conhecido por trabalhos com o coletivo musical 1Kilo) para um incrível e potente single, “Quantas Vezes?”, já disponível em todas as plataformas digitais. A faixa chega ainda acompanhada de clipe inédito e inovador. Disponível no canal oficial dos músicos no YouTube, o registro é o primeiro com participação holográfica, que respeita o isolamento social por conta da pandemia devida ao COVID-19, e se coloca como estratégia para reunir os artistas em um mesmo ambiente.

Uma homenagem ao cíclico da vida, aos recomeços, que sempre se reinventam e surpreendem, e aos ciclos do rap, que são constantemente inovados com novas fusões e estilos agregados. Assim é “Quantas Vezes?”, novo single do 2STRANGE que produzem seus próprios beats pela primeira vez, ao lado do rapper de MZ e o resultado é um flow diferenciado. Um single viciante de ambiência cool, moderna, trend e contrastante.

Apresentando os talentos desse já contagiante single, temos de um lado o 2STRANGE, contratados da Warner Music Brasil desde 2018, os músicos dividem a carreira musical há três anos entre o rap e o eletrônico. Acumulam números importantes com lançamentos mundiais como “Baianá”, com Alok, que já acumula mais de 17 milhões de streams apenas no Spotify e outros singles com “Copolla” e o criativo “Pontifexx”. Por dentro e por fora, os irmãos que cantam em diversas línguas, produzem agora os próprios beats e são fluentes em pelo menos três idiomas – adquiridos nos diversos lugares que já moraram – são muito do que o Brasil tem de originalidade: a mistura multiracial. Hoje, estão em São Paulo, mas, já moraram Boston, Viena, Roma, Londres e Tóquio e as músicas e letras, claro, reúnem essa experiência multicultural.

Do outro lado, MZ, abreviação de Mozart, colecionador de milhões de views já no seu primeiro trabalho solo e independente, é natural do Rio de Janeiro e teve o primeiro insight sobre o rap quando viu os clipes de Eminen. A forma pitoresca de Caju e Castanha cantar inpiravam o rapper de Niterói, na rapidez e no flow original made in Brasil. Empreendedor, descobriu as batalhas, caiu dentro do rap, e focou: teve uma gravadora, AFIRMA, e acredita, acima de tudo, “que a arte transcende”. É uma fonte inspiradora para que jovens acreditem nos próprios sonhos. Entretanto as ruas de São Gonçalo nem sabiam o futuro que Mozart teria (e ainda tem) pela frente, num dos mais exitosos coletivos de rap dos dias atuais, o 1Kilo. Hoje com fãs por todo o Brasil é uma das vozes mais presentes do cenário, e soma muito a esse surpreendente R&B com grande consistência, e sobretudo velocidade. 

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações