Home Agenda Dirigido por jovem negra de periferia, Peripatético tem sessão de lançamento em SP

Dirigido por jovem negra de periferia, Peripatético tem sessão de lançamento em SP

por ZonaSuburbana

Premiado com o melhor roteiro e prêmio do júri no Festival de Brasília (DF),  o filme Peripatético, com direção de Jéssica Queiroz, tem uma sessão de lançamento especial no próximo dia 8 de novembro, às 20h, na Cinemateca, em São Paulo (SP). Entrada gratuita.

Com duração de 15 minutos, Peripatético acompanha alguns dias na vida de Simone, Thiana e Michel, moradores da periferia de São Paulo. Simone procura o primeiro emprego, Thiana tenta passar no vestibular de medicina e Michel ainda não sabe o que quer fazer de sua vida. A história se passa em maio de 2006, período no qual a capital paulista sofreu diversos ataques da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). O filme se inspirou na luta do movimento Mães de Maio, uma reação à violência contra inúmeros jovens inocentes que foram assassinados durante o conflito.

Após a exibição do filme, ocorre um debate com Jéssica Queiroz, a roteirista Ananda Radhika, e os atores Larissa Noel, Maria Sol e Alex de Jesus. A mediação será com a jornalista Aline Ramos.

Mais sobre o filme
A maior parte do filme foi rodada no bairro de Ermelino Matarazzo, na zona leste de São Paulo, onde vive a diretora. O curta também possui animações. A produção é da produtora Carolina Filmes.

De acordo com o jornalista Luiz Zanin, especializado em crítica de cinema, Peripatético “é um achado”. “O filme passa longe do baixo astral. Incorpora fórmulas pop de narrativa (em determinado momento, dialoga com o clássico Ilha das Flores, de Jorge Furtado), técnicas de animação e desenho. Mostra uma periferia colorida e cheia de vitalidade. É a maneira como querem ser vistos, e não com piedade e falsa solidariedade do capitalismo predatório. São uma força em afirmação, com sua dramaticidade própria”, escreveu.

Tal afirmação vai ao encontro do que pensou a diretora Jéssica Queiroz, que é formada em edição pelo Instituto Criar, de TV, Cinema e Novas Mídias e em Direção Cinematográfica pela Academia Internacional de Cinema. “Meus filmes têm muito de mim e de onde venho. Acredito que negros e periféricos precisam ser bem representados na tela, de uma forma positiva, para fazer com que as pessoas saibam que a periferia é um lugar possível”, afirmou a cineasta.

Serviço:
O quê: Exibição do filme Peripatético
Quando: quarta-feira (8) às 20h
Onde: Cinemateca
Ingresso: gratuito
Informações: www.cinemateca.gov.br

You may also like

Leave a Comment

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações