spot_img
terça-feira, março 5, 2024

Últimos Posts

Owerá lança música “Resistir Pra Existir” com produção de Kelvin Mbarete (Brô MC’s)

Resistir Pra Existir” é uma canção de Owerá, artista indígena que vive na Aldeia Krukutu, no extremo sul da cidade de São Paulo. Realizada em parceria com o projeto Culturas do Anti Racismo na América Latina, da Universidade de Manchester (Inglaterra), a faixa tem produção de Kelvin Mbarete (integrante do grupo de RAP indígena, Brô MC’s) e letra de Owerá. Ouça nas plataformas digitais.

Cantando em português e guarani, Owerá percebe que, ao dar luz para a sua língua mãe, fortalece a representatividade do seu povo. E deseja que cada etnia valorize e mantenha viva a sua cultura: “quando canto, falo sobre a minha vida, como fui criado. Dedico essa música para todos os povos indígenas, pois estamos todos resistindo. Mantenham a sua cultura. O nosso pensamento, é que para manter a natureza viva, tem que deixar ela em paz. Não mexer nela”.

Além disso, ele comenta sobre a mensagem direta do título: “Nessa música eu falo sobre a resistência mesmo, em estar lutando mesmo sofrendo genocídio, vendo toda a História seguir adiante. O que eu falo também é muito sobre a política territorial. Começo a cantar falando sobre a chegada dos brancos aqui, em 1500, quando aconteceu o massacre. Muitos dos nossos povos foram exterminados. Mas eu digo que eles se mantêm vivos. Somos nós, os mais jovens, que estamos aí, em vários lugares do Brasil, carregando no sangue a mesma luta”.

Owerá x Kelvin Mbarete

Quem assina o beat e produção da música é Kelvin Mbarete, integrante do Brô MC’s, grupo de RAP indígena, das aldeias de Jaguapirú e Bororó, de Dourados (MS). A parceria entre os dois se repete depois do feat “Resistência Nativa” que lançaram com o Oz Guarani, no ano passado. “Esse é o primeiro lançamento que faço com um produtor indígena. Gostei muito, estou muito feliz com isso. E espero que tenham mais artistas assim, em todas as frentes de trabalho, para fortalecer o movimento. O trabalho com o Kelvin foi muito rápido, saiu naturalmente, nem percebemos o tempo que passou. Fui conduzindo, falando qual o estilo que eu queria, qual a pegada. Daí ele me mandou o beat e eu fiz a letra”.

Pra fazer essa criação do beat, pesquisei bastante o estilo que o Owerá curte e me baseei nisso. Uma pegada gangster, mas com a estética indígena. Foi o que eu fiz, ficou daora”.

Novo álbum

Owerá prepara o lançamento do seu segundo álbum, “Mbaraeté”, ainda para este ano. O disco, que é uma parceria com a Natura Musical, terá o primeiro single divulgado neste primeiro semestre, previsto para Junho. No novo trabalho, o artista indígena vai contar com as participações de Djuena Tikuna, Célia Xakriabá, Brô MC’s, OzGuarani e Ibã Huni Kuin.

ÚLTIMOS POSTS

Não Perca