Home Discos MD Chefe lança “22K MiniTape”, projeto para homenagear artistas mulheres e público feminino
MD Chefe - 22K MiniTape

MD Chefe lança “22K MiniTape”, projeto para homenagear artistas mulheres e público feminino

por ZonaSuburbana

Dando sequência ao sucesso da “ATG Tape”, projeto que colocou em voga novamente a estética das tradicionais mixtapes, a “22K MiniTape” surge para marcar uma nova fase do MD Chefe.

O nome do trabalho, em parceria com a Sony Music, cuidadosamente escolhido, é outra referência. Além de um trocadilho entre o ano do lançamento, e o apelido afetivo que o artista tende a se referir as meninas (Tchutchuca), 22K é também um dos teores mais puros de ouro – desenhando mais uma associação entre o luxuoso mundo que o MD constrói em suas músicas, e o valor que o mesmo dá para as mulheres. Seguindo essa linha, todas as músicas desta minitape trazem participações de artistas femininas.

Burberry” (part. Kloe) e “Tiffany Remix” (part. Jady Albuquerque) apresentam o lado mais romântico do MD, mas sem comprometer sua postura. A letra de “22K” (part.T Shawty) traz um jogo de interesses e sedução. “Tato e Sutileza” (part. Negra Li) celebra as vitórias da vida em um ritmo envolvente e sedutor. Por fim “King Size”, o interlúdio, declara prazeres.

As faixas são acompanhadas de vídeos que exibem MD Chefe em cenas do dia a dia, ao lado de mulheres, esbanjando lifestyle. No vídeo “King Size”, MD é o gerente de uma loja de colchões ao lado de 5 vendedores sósias dele, que viralizaram na internet. Já em “22K” o cantor aparece interpretando a música em um cenário mais padrão, em restaurante, lojas e um motel com piscina. O visualizer de “Tato e Sutileza”, ao lado de Negra Li, traz a estética das mulheres em suas rotinas, conciliando os afazeres e vida amorosa. Em “Tiffany Remix”, a rapper Jady, que viralizou nas redes ao fazer uma “resposta” para a versão original, cantando como se fosse feita por uma mulher, aparece ao lado do artista interpretando o remix. O projeto já está disponível nas plataformas digitais.

Quero homenagear o meu público feminino, é um presente para vocês”, conta MD Chefe que integra o Filtr Lab, programa que visa impulsionar artistas em ascensão.  

A construção musical do projeto tem um pé no futuro e um no passado. Mesclando a sonoridade do trap contemporâneo, com o som mais suingado dos sucessos icônicos que marcaram os anos 2000, como as colaborações entre Ja Rule e Ashanti e os hits do 50 Cent.

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações