Home Discos La Riveria da Rima divulga EP “Meu Estilo Não Tem Lei”

La Riveria da Rima divulga EP “Meu Estilo Não Tem Lei”

por Jefferson Ferreira

La Riveria da Rima, de Piraju-SP, lança EP “Meu Estilo Não Tem Lei”, que trás em seis faixas a musicalidade da banda que mescla o rap e o rock num projeto original e recheados de influências que são homenageadas ao longo do álbum.

A banda formada por Fábio Martins na bateria, Thiago Lins na guitarra, baixo de Mário Porto e vocal de Luketa, o grupo traz toda a levada do rap em letras contundentes e o peso dos instrumentos fazendo uma parada mais “groovada” e “funkeada”, sem se esquecer da base do hip hop, inserindo no projeto scratches e colagens, sob a responsa do DJ Dubodd, nas faixas “Eu Vim de Lá” e “Na Contenção”.

O disco contou com participações especiais que ajudaram a dar o toque de mistura, como Vini Blanco que ficou a encargo das percussões nas faixas “Real Beleza” e “Universo em Expansão”, músicas também contaram com a participação de Andreize e Vanessa Gomes (Tons Afros), fazendo os backing vocals, e que também somaram na canção “Na Contenção”.

As seis faixas que compõem o disco foram gravadas no estúdio Amarello Souñd, por Carlos Alberto Muzzile, e teve a mixagem e masterização feitas por Breno Louzada no estúdio SubMundo Records. A arte da capa é assinada por Vini Blanco, desenvolvida a partir de fotografia de Luiza Leão.

O álbum da banda La Riveria da Rima é o resultado da diversidade e encontros que a música promove, é um resgate, e ao mesmo tempo agradecimento, as referencias que servira de alicerce para o que a banda se tornou, como comenta Luketa:

O EP “Meu Estilo Não Tem Lei” significa muito pra nós, pois é como se fosse nossa identidade, mostrando a cara da banda. O nome já diz muito, se dá pela mistura de vertentes, com foco no rap nacional, no hip hop. E Quando se ouve o álbum, você consegue perceber essa diversidade. Buscamos mostrar nossas referências e influências. O álbum é bem crítico, abordando temas desde críticas sociais, existenciais e a relação homem e natureza, buscando causar reflexão e ao mesmo tempo trazer um sentimento de paz e tranquilidade. Esperamos que as pessoas consigam se identificar, se conectar com a música e com a mensagem.

O vocalista ainda conclui, definindo o álbum: “Música verdadeira, enraizada no rap. A experiência e o progresso vem com o suor, e o álibi da consciência é o amor, sem ele nada viria”.

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações