spot_img
sábado, março 2, 2024

Últimos Posts

FurmigaDub apresenta “Grave da Mata Vol. 2”, disco que une cultura popular nordestina com beats da música eletrônica

Abrindo caminhos para a junção dos instrumentos, ritmos e batidas do Nordeste com os beats graves e pesados, FurmigaDub apresenta seu novo disco, “Grave da Mata Vol. 2. Como desdobramento de seu primeiro álbum, Grave da Mata Vol (2018), o multi-instrumentista e produtor musical segue explorando as nuances da música regional, mas, agora, com foco maior em faixas instrumentais. O álbum já está disponível em todas plataformas de áudio.

Músico de formação acadêmica, pela Universidade Federal de Paraíba (UFPB), o Furmiga Dub apresenta um som que é resultado de uma pesquisa extensa que consiste nos mestres do Nordeste, suas influências afro e indígenas, a cultura da mata e referências tropicais. Percorrendo os ritmos da coco de roda, ciranda, caboclinho, maracatu e baião, Fabiano Formiga se dedica ao resgate, gravação e disseminação da arte brasileira. O artista, que tem mais de 10 anos de experiência em orquestras sinfônicas, busca inserir essa pesquisa em seus graves, no contexto da música eletrônica contemporânea, como maneira de propagar a música regional para novos públicos.

No meu primeiro álbum, a temática da natureza estava presente em formato de saudade, agora, que estou de volta à Paraíba, minha terra natal, ela está presente como um contato direto”, explica o músico. Como continuação de seu primeiro trabalho, “Grave da Mata Vol” (2018), este projeto nasceu após o artista ir morar em SP e se distanciar da natureza. Refletindo sobre as ausências sentidas no período de isolamento social, as faixas contam com momentos instrumentais maiores com o objetivo de fazer o ouvinte imergir na subjetividade apresentada por suas notas. A presença do mix entre analógico e o digital, o ancestral e o contemporâneo, destaca o modo que esses elementos podem ser complementares, como nas faixas inteiramente instrumentais, “Cura da Floresta” e “Rabeb”. 

O álbum conta com participações de parceiros musicais e amigos de longa data de FurmigaDub, como a guitarra e o baixo de Alex Madureira, em “Viva a Natureza”; e os vocais de Monkey Jhayam, nas músicas “Deep Coco” e “Tuareg”, sendo que a segunda ainda tem a contribuição do berimbau de Mamah Soares. Em “Bala de Prata”, canção de Kiko Dinucci e Douglas Germano, parceira de palcos, a cantora Rafa Ella Voa, também se torna colaboradora dentro dos estúdios. “Foram participações muito naturais, já havia criado com todos esses artistas, seja profissionalmente ou apenas na amizade. Foi maravilhoso receber o apoio e as ideias dessas pessoas em Grave da Mata Vol. 2”, afirma FurmigaDub

Antes de “Grave da Mata Vol vol.2”, FurmigaDub apresentou o disco “Grave da Mata” (2018) e o projeto “Mestres da Paraíba” (2019), este último trabalho incluiu a gravação de um álbum, um show em João Pessoa, a criação de um site e a produção de 4 mini-documentários sobre mestres de cultura popular da Paraíba. Agora, “Grave da Mata Vol 2” se junta ao repertório do artista e está disponível em todas as plataformas de streaming. 

ÚLTIMOS POSTS

Não Perca