Home Discos “Egito”: Djonga, Bk’ e Froid lançam o EP de rap mais esperado do ano
Djonga, BK e Froid - Egito

“Egito”: Djonga, Bk’ e Froid lançam o EP de rap mais esperado do ano

por ZonaSuburbana

Confira “A pior música do ano pt. II”, a quinta e última faixa do EP “Egito”, gravado por Froid, Djonga e Bk’ no país africano em 2021.

2017 foi o ano lírico. Para quem conhece a cena do rap, foi mais ou menos nesse período que o gênero voltou a ganhar corpo e a atingir números grandiosos na internet. Graças à gravadora Pineapple Storm, que criou o projeto audiovisual Poetas no Topo, no YouTube, uma nova geração de letristas de periferias do Brasil inteiro teve um espaço para expor suas angústias em forma de arte. E foi a partir desse movimento que surgiram álbuns importantes, como “Castelos e Ruínas” (2016), do rapper BK’; “O Pior Disco Do Ano” (2017), do Froid, e “Heresia”  (2017), do Djonga.

Agora, os três estão de volta em mais um projeto da Pineapple. “Egito” é o nome do EP e do destino que os rappers foram para escrever e produzir suas letras. Numa espécie de viagem para fora e para dentro, as 5 faixas flertam sobre suas trajetórias e suas ascensões através do rap, colocando o dedo na ferida de algumas questões brasileiras vistas de longe – de um lugar e de um tempo em que os três já estão consolidados como grandes artistas.

Dessa maneira, eles abrem os trabalhos com o lançamento da faixa “Nasci Pra Ser Grande (Tributo F.R)” no dia 06 de outubro. O single retoma a lírica pela qual são conhecidos – foi pelo poder da palavra que conquistaram o seu espaço. Como canta Djonga: “fiz até cego ver o mundo através dos ouvidos”. E, do mesmo jeito em que narram o presente olhando para o passado, eles lançam a música “Radin” no dia 08, relatando suas conquistas e farras sem esquecer “dos muleques visão no radin”.

As faixas “Esquema de Pirâmide” e “Lugar Bacana”, que mais fazem referências à viagem dos artistas, saem no dia 11 e 13 de outubro, respectivamente. No estilo drill, um estilo de trap sombrio que tem crescido bastante por aqui, a primeira mostra a força que eles tiveram para seguir no rap – tanto no conteúdo quanto na forma, com o flow agressivo e característico de cada um. E como BK’ canta “tu nunca sentiu a dor, não venha falar de amor”, a segunda é um love song egípcio à maneira dos três. “A Pior Música Do Ano Pt.2”, um boom bap que complementa a faixa “A Pior Música do Ano” do álbum Froid de 2017, sai no dia 15 de outubro e fecha o EP mais aguardado do rap nacional.

Assim como naquela faixa, a letra reverencia o gênero que mudou a vida de cada um deles, passando por versos que ficaram cravados na carreira do BK’, do Froid, do Djonga e até da Pineapple. Se o rap feito na rua atinge o topo das paradas hoje em dia, foi porque a gravadora independente viu a força dessa nova geração.

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações