spot_img
terça-feira, abril 23, 2024

Últimos Posts

De volta ao papo reto: Clara Lima lança “Além”, álbum em colaboração com Rizzi Get Busy

Conhecida pelas rimas brilhantes e afiadas, a rapper Clara Lima lança, nesta quarta-feira (1°/2), o álbum “Além”. Feito em colaboração com o produtor musical Rizzi Get Busy, o disco traz a sonoridade do rap atual, com o papo reto que notabilizou a artista em trabalhos anteriores, como clássicos do coletivo mineiro DV Tribo e no EP “Transgressão”, lançado em 2017. 

Ao todo, o projeto conta com nove faixas, repletas de empoderamento e representatividade, retratando o corre da mulher preta e o dia a dia da vida de artista. “Esse novo projeto não tem a ‘vida calma’ dos outros álbuns. Nele, eu falo sobre as dificuldades do processo e a superação para chegar até aqui. É mais sobre o processo do que a vitória”, destaca a rapper. 

As composições nasceram a partir de um período de imersão de Clara no ano passado. A artista ficou duas semanas isolada com a equipe de produção no Guarujá, litoral de São Paulo. Os bastidores das produções estão disponíveis nas redes sociais da rapper. “É sempre bom sair da rotina, do normal. Isso é uma parada que me inspira bastante. Foi um momento de conexão, renovação e de criação intensa, isso deu o gás para produzirmos o álbum”.

Entre as participações, estão nomes como MC Luanna, no hit “Filhas do Improvável”, divulgado em janeiro deste ano, Anjim, em “Água Rosé”, Dudu MC, em “Barras de Ouro” e Danzo, em “Fazendo Dinheiro”. “Todo mundo que participou veio para somar com a nossa ideia. ‘Além’ mostra uma inovação em questão de maturidade e flows, junto com o papo reto da ‘Clara das antigas’, que o pessoal que me acompanha tanto curte e sentia falta”, ressalta. O disco já está disponível nas plataformas digitais.

Toda a estética do álbum remete ao começo dos anos 1990 – validada pela Lei de Laver. A teoria aborda a relação entre a moda e o tempo. O pesquisador explica a conexão entre o gosto pelo passado e o anseio por aquilo que é novo. De acordo com a lei, os conceitos artísticos de 30 anos atrás são vistos como divertidos nos dias de hoje. 

Os detalhes podem ser vistos por todo o projeto, desde a fonte da capa até as batidas das músicas. “O disco é uma proposta para os fãs irem ALÉM do que estão acostumados quando falamos de rap. Os beats trazem batidas bem dançantes, que se unem com as mensagens importantes que a Clara traz nas letras”, explica Rizzi.  

ÚLTIMOS POSTS

Não Perca