Home Editorial Alicia Keys, Beyoncé, Rihanna, Pharrell fazem campanha contra violência racial

Alicia Keys, Beyoncé, Rihanna, Pharrell fazem campanha contra violência racial

por Adriana Moraes

Infelizmente em pleno século 21, século da modernidade e das novidades, ainda existem pessoas preconceituosas capazes de qualquer coisa para ferir outro ser humano que perante aos olhos dos homens não é considerado igual, seja pela cor da pele, por sua opção sexual, por sua religião, entre outros pontos.

Após os últimos acontecimento relacionados ao racismo que vem acontecendo em todo mundo mais predominantemente em solo americano, após diversos rappers  mostrarem sua solidariedade ao caso, chegou a vez de Alicia Keys reunir um time de peso para lutar contra o fim desse ato tão monstruoso que é o racismo.

Intitulado de 23 formas de morrer sendo negro nos EUA’ e feito em parceria com o site Mic, o vídeo da campanha We Are Here” (Nós Estamos Aqui) traz nomes como Rihanna, Beyoncé, Pharrell, Adam Levine, Pink, entre outros, relatando as circunstâncias banais de casos reais em que 23 pessoas morreram ao serem abordadas por policias.

Em outras palavras, [você morre] apenas por ser negro e não fazer absolutamente nada. Exigimos uma transformação radical para curar a longa história de racismo sistêmico para que todos os americanos tenham o mesmo direito de viver e de buscar a felicidade diz Alicia, fazendo um alerta e pedindo por mudanças.

O vídeo vem para somar na luta pela vida de jovens negros que veem morrendo de forma brutal e desumana após serem parados pela polícia nos Estados Unidos. Mesmo dando foco ao solo americano, diversos casos de desrespeito e preconceito podem ser observados em diversos países do mundo, aumentando as estatísticas de morte por conta da intolerância racial.

A campanha We Are Here” se deu início em 2014, quando Alicia estava grávida e pousou nua como símbolo da paz desenhado em sua barriga para mostrar sua luta contra a desigualdade social. O objetivo da campanha é conscientizar as pessoas das atrocidades que o ser humano vem cometendo contra seus semelhantes e sobre o mundo que vivemos atualmente.

Não é de hoje que casos assim acontecem seja nos Estados Unidos, Brasil ou qualquer outro país do mundo. Basta voltarmos na história para nos depararmos com diversos casos de abuso e de atrocidades as comunidades negras.

O mundo precisa de mudanças, o mundo precisa de mais pessoas humanas o bastante para respeitar seus semelhantes, aceitar as diferenças sejam elas quais forem e principalmente de fato amar o próximo sem julgamentos.

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações