Home Noticias “A gente não pensa na música como empresa. Pensamos com o coração”, diz Xamã à Rolling Stone Brasil
Xamã é capa na Rolling Stone

“A gente não pensa na música como empresa. Pensamos com o coração”, diz Xamã à Rolling Stone Brasil

por ZonaSuburbana

Composições criativas, aprendizados com a pandemia, uma duradoura amizade. Se fôssemos definir a relação de Xamã com Agnes Nunes em poucas palavras seriam pelas poses espontâneas e sorrisos sinceros da dupla. Prestes a lançar seu primeiro disco, “Menina Mulher”, a cantora baiana Agnes vive altas expectativas para mostrar sua revolução e chegada à maturidade adulta aos 19 anos. Já Xamã, rapper carioca de carreira consolidada, é um pouco mais reservado e diz que pretende lançar alguns singles em 2022. Considerados representantes da “nova cara” do rap, estilo que hoje mistura pop, MPB e eletrônico, a dupla crê que não é bom pensar em rótulos.

Não me limito. Todo mundo pergunta: ‘Agnes, o que você canta?’ Eu sou cantora. Gosto de cantar música que o coração pede. A música é muito do coração. Canto o que meu coração pede para cantar. Talvez seja por isso que as pessoas chegam: ‘Nossa, você cantou aquela música, eu tava num dia ruim, você me fez sentir a coisa de um jeito tão diferente’. É de coração para coração. Depende da música. O que escolhi fazer é música’”, explica a cantora. O rapper vai mais longe: “A gente não pensa na música como empresa. Pensamos com o coração, de verdade. A gente faz muito mais porque gostamos do que por um formato”.

A parceria entre os artistas nasceu em 2019, quando o duo lançou Elas por Elas, projeto de quatro faixas que conta com mais de 18 milhões de reproduções no Youtube. Desde então, a dupla vem criando uma parceria de sucesso. Prova disso é o hit “Escorpião”, que sacramentou a colaboração dos artistas. O mesmo pode ser dito sobre a intimidade da dupla. “A gente foi para o estúdio e, quando viu, já tinha algumas músicas. O santo bateu, profissionalmente falando”, conta Agnes entre risadas.    

Na primeira vez que fomos para o estúdio, gravamos umas duas, três músicas. Ela consegue transmutar muito. Quando escrevo uma música, por exemplo, às vezes ela é raiva, às vezes frustração, saudade, carinho… A [Agnes] consegue transformar. Consegue fazer isso muito bem. Temos essa troca constante no estúdio. É assim desde quando nos conhecemos”, completa o rapper carioca.

Com a chegada da pandemia e o cancelamento da temporada de shows, a dupla entendeu que o momento era de paciência, introspecção e trabalho duro. Agnes tinha acabado de estourar nacionalmente, mas devido à chegada da Covid, teve de se contentar com a divulgação de seu trabalho nos tocadores e nas redes sociais. Xamã também apostou no potencial da sua criatividade: “Fiz mais músicas em 2020 do que minha vida toda. Você fica muito tempo fora da sua rotina comum, então, foge um pouco das suas referências. A gente montou um home studio e saiu várias coisas da hora”.

Para 2022, Agnes e Xamã esperam rever o calor humano dos fãs e ter um contato mais íntimo com o público. O Rapper carioca é otimista e acredita que o avanço da vacinação vai permitir tirar alguns projetos da gaveta. “Não só música, com cinema, com moda… Tentar reverberar de outras formas e trabalhar, não aguentamos mais”, explica o cantor. Em contrapartida, a artista baiana quer manter a intimidade que construiu com o rapper. “Em 2022, quero seguir aprendendo. Com o Xamã, aprendi muita coisa. Ele é um poeta, o poeta mais incrível do mundo. Sinto que a minha escrita super melhorou depois de nos conhecermos. Aprendi a escrever de outras formas”, explica

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações