Home Discos Dragões de Komodo, um dos maiores representantes do rap alternativo brasileiro, lança o EP “A C.h.a.v.e.”

Dragões de Komodo, um dos maiores representantes do rap alternativo brasileiro, lança o EP “A C.h.a.v.e.”

por Dj Cortecertu

Os caras do Dragões de Komodo estão de volta, agora divulgam um trampo que mantém acesa a chama do rap alternativo, um sinal luminoso e sonoro para outros grupos que se perderam no caminho.

Com riscos de Basim, Feva e Abade, o EP “A C.h.a.v.e.” é um chamado das quebradas para a celebração do bom e velho boom bap, com trilhas positivas e letras fortes, afinal, ter a mente engatilhada é necessário para seguir em meio a tanto estrelismo e papo de celebridade que invade o nosso rap.

Só que caras do Komodo, Phanthom, Rodrigo Nonato e Indião, vieram mais livres nessa nova fase, “A C.h.a.v.e.” traz outras vertentes do canto falado, tem rap sobre relacionamento na faixa “Posso Esquecer”, convite para o bate-cabeça em “Anima a Festa”, e clima jamaicano com ““Antes de Nadar Vê Se dá Pé”.

“A gente conseguiu expor um pouco do que curte pessoalmente, sabe? Antigamente o Dragões era formado por sete cabeças, e era voltado para o som pesado, aquele bagulho bem street e só, ta ligado? O que era um coletivo se tornou um grupo, o que era sete se tornou três”, comenta Indião, MC que também fez os beats do EP e afirma ser amante de dub, dancehall e ragamuffin. “O Phanton também curte sons jamaicanos, além de MC, ele é toaster”, continua.

De acordo com Indião, os integrantes do Komodo também gostam de música romântica, de R&B e o EP também registra essa parada. “Temos esposas, namoradas, “Posso Esquecer” é uma maneira de passar essa experiência. Não é contar só a história da nossa vida”.

Quanto ao som mais dançante do EP,  o produtor fala: “a vida não é só manisfesto e contestação do sistema. O hip hop começou como entretenimento. “Anima a Festa” representa isso”.

Mas o espaço para outras viagens acaba aí, as demais tracks do EP são o resultado do que o Dragões de Komodo faz de melhor, crítica social com um flow pesado, estilo marcante e rap sujo. Ouça abaixo!

+em www.facebook.com/dragoesdekomodo

You may also like

Leave a Comment

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações