Home Editorial Versátil e autêntico, Xamã conquistou o público e se firmou como uma das maiores e principais vozes do rap no Brasil
Xamã conquistou o público e se firmou como uma das maiores e principais vozes do rap no Brasil

Versátil e autêntico, Xamã conquistou o público e se firmou como uma das maiores e principais vozes do rap no Brasil

por ZonaSuburbana

Das batalhas de rap à consagração como uma das maiores potências da música nacional. Esse é Xamã, que disparou e vem dominando os charts dos serviços de streaming. Nascido em Setiba, zona oeste do Rio de Janeiro, Jason Fernandes – nome de batismo – tem em seu currículo três álbuns, três EP’s e soma, somente no Spotify, mais de 9,5 milhões de ouvintes mensais. 

Esse resultado se deve, entre outros fatores, ao mega hit “Malvadão 3”, lançado nas últimas semanas de 2021. Ela rapidamente viralizou nas redes sociais, levando Xamã para o top 50 Global e para o topo do Spotify Brasil – onde quebrou recordes ao se tornar a canção que ficou mais tempo em primeiro na plataforma. Como se não bastasse, também foi número #1 na Billboard Brasil, o que contribuiu para que Xamã fosse, por várias semanas consecutivas, o artista masculino mais ouvido do país. 
 
Pecado Capital”, seu álbum de estreia, foi lançado em 2018 com 13 faixas carregadas de texturas, criatividade e metáforas. Abraçado pelo público, o compilado rendeu alguns sucessos, como “Luxúria” e “A Bela e A Fera”, fazendo com que no ano seguinte, em 2019, fosse escalado para apresentar seu flow no Rock In Rio. 
 
No final do mesmo ano, quando ainda era uma promessa do rap brasileiro, ele apresentou “O Iluminado”. Numa espécie de jornada do herói, o segundo disco da carreira do artista foi inspirado na sétima arte, construindo uma ponte entre a poesia e o audiovisual. O trap e o rock ditaram o ritmo das canções, que traziam nos títulos clássicos do cinema, como “Matrix”, “Taxi Driver” e “Central do Brasil”. 
 
Em 2020, o rapper revelou suas rimas sobre os 12 signos em um álbum repleto de participações especiais, entre elas Luísa Sonza, Agnes Nunes, Marília Mendonça e Gloria Groove. Recheado com uma abundância de estilos musicais, como pop, rock, funk e pagode, “Zodíaco” trouxe letras mais pessoais e impulsionou a ascensão do compositor na cena musical brasileira.
 
Além dos álbuns de estúdio, Xamã divulgou três EP’s: são eles: “Elas Por Elas” (2019), em parceria com Agnes Nunes, “Como Sobreviver ao Fim do Mundo Dançando” (2020), e “Acústico Cancún” (2021). Todas as coleções da carreira solo do artista foram lançadas pela gravadora Bagua Records
 
Em 2022, o artista retorna aos palcos do Rock In Rio para duas grandes performances no Palco Sunset: o seu show completo e uma homenagem à edição de estreia do festival, em 1985, ao lado de nomes como Ivan Lins, Alceu Valença, Elba Ramalho, Agnes Nunes e Luísa Sonza, presenteando o público com um encontro de gerações em uma apresentação especial no “1985: A homenagem”.
 
Xamã é o novo assessorado da Melina Tavares Comunicação.

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações