spot_img
quinta-feira, junho 13, 2024

Últimos Posts

Terceira e última etapa da Tradicional Batalha do Real 19 anos acontece no Dia Mundial do Hip Hop, 12 de novembro, na Arena Carioca Jovelina Pérola Negra, na Pavuna

A Brutal Crew, por meio do Edital de Fomento à Cultura Carioca – FOCA,  da Secretaria Municipal de Cultura, dá continuidade ao circuito A Tradicional Batalha do Real 19 anos, comemorando quase duas décadas da mais importante e conceituada batalha de rima da América Latina, com MCs de todo o Rio de Janeiro disputando o título. A última batalha do circuito acontece no Dia Mundial do Hip Hop, 12 de novembro, às 14h, na Arena Carioca Jovelina Pérola Negra, na Pavuna. O evento contará com shows de Marcão Baixada, um dos expoentes do rap fluminense, e também de artistas do território da Pavuna, como Pavuna Kid, a dupla Pininho MC e Original THP, GHZ e Hematita, além de Dom e Big Jaum e os DJs Pam Belli, da cena ballroom carioca, e o francês Ardo

O circuito ainda oferece oficina de fotografia com smartphone com o publicitário Beto Padilha, que comanda o projeto social Foco periférico, que ensina fotografia a jovens periféricos para o registro de suas manifestações culturais. Com mais de dez anos de experiência em agências de publicidade, como diretor de arte, ele vai ajudar jovens a contar suas histórias. Todo o evento terá tradução simultânea em Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) feita por Christofer Moreira, aluno do sétimo período de Pedagogia bilíngue. Os MCs que disputam o título foram selecionados em rodas do circuito Batalha do Real, que são Roda Cultural da Central (Centro), Roda Cultural da PS (Jacarepaguá-ZO), Batalha do Tanque (São Gonçalo/ – (Niterói), Batalha da Helianto (Padre Miguel/Realengo-ZO), Batalha Marginow (Madureira-ZN) e Batalha do Forte (Cabo Frio). 

No dia 12 de novembro, é celebrado o Dia Mundial do Hip Hop, movimento cultural surgido no Bronx, gueto nova-iorquino, na década de 1970. A sonoridade do Hip Hop carrega a influência de uma grande diversidade de estilos musicais, a maioria de origem negra, como o funk, o rock, o blues e o reggae. A Batalha do Real integra, pela primeira vez, a Semana do Hip Hop RJ, que começou em 2021. A lei estadual 9461/21  formalizou a Semana do Hip Hop no calendário oficial do Rio de Janeiro. 

Estamos encerrando com chave de ouro as atividades da Batalha do Real esse ano, uma edição no dia do hip hop, celebrando esse movimento que é tão importante pra gente. Vai ser demais contar com a participação de Marcão Baixada e dos novos nomes que mantêm essa tradição de equilíbrio de novos talentos e nomes consagrados. Fico muito feliz com o resultado do circuito desse ano, reunimos energia suficiente para celebrar os próximos 20 anos à altura do legado da Batalha do Real”, conta o criador da Batalha do Real, Aori Sauthon, diretor executivo da Brutal Crew, organizadora do evento. 

Mais sobre a Batalha do Real

Depois de lançar nomes do rap nacional, como Emicida, Marechal ,Maomé, da Cone Crew Diretoria, e Xamã, a Tradicional Batalha do Real comemora 19 anos de serviços prestados ao hip-hop carioca com um circuito. A Batalha do Real tem apoio do Edital de Fomento à Cultura Carioca Linha 1 da Secretaria Municipal de Cultura (SMC) da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro (PCRJ).

RANKING

1⁰ – MC Devilzinha.         70 Pontos

2⁰ – MT.                            40 Pontos

3⁰ – Camilla Red.             25 Pontos

4⁰ – Athena MC.              20 Pontos

”   – Adrien.                      20 Pontos

”  – Thorment.                  20 Pontos

5⁰ – Anjos MC.                  15 Pontos

6⁰ – Kat Paixão.               10 Pontos

     – Gine.                           10 Pontos

7⁰ – Tarzan MC.                05 Pontos

  • Haidden                     05 Pontos

Ranking.

05 pontos pela classificação (seletivas)

05 pontos por vitória

15 pontos campeão

Serviço:

A Tradicional Batalha do Real 19 anos

Sábado, 22 de novembro, às 14h

Arena Carioca Jovelina Pérola Negra

Praça Ênio, s/n – Pavuna, Rio de Janeiro – RJ, 21520-410

ÚLTIMOS POSTS

Não Perca