Home Editorial Terça Afro: Conheça um dos principais quilombos urbanos de SP

Terça Afro: Conheça um dos principais quilombos urbanos de SP

por ZonaSuburbana

Idealizado por sete gestores culturais, o Terça Afro é um dos principais Quilombos Urbanos de SP. Conhecido por ser um território de afeto e troca de saberes ancestrais, o projeto começou bem antes de ter seu espaço físico na região norte de São Paulo. Neste ano, o coletivo completou seis anos de existência e já recebeu em sua sede importantes nomes do movimento negro.

No nosso quilombo é onde construímos espaços de afetos, identidade e formação. É um espaço de construção que possibilita o diálogo, o respeito e a possibilidade de criar um caminho onde possamos pensar uma sociedade que se afaste cada vez mais do racismo e valorize a população negra enquanto complexa e fundamental para o desenvolvimento do país”, diz Ana Caroline – Gestora Cultural e cientista social.

Através de rodas de conversa, oficinas e apresentações artísticas, o Terça Afro promove um diálogo circular entre o palestrante convidado(a) e o participantes. As ações acontecem na sede e são totalmente gratuitas. Embora seja aberto ao público, o objetivo maior é fomentar cultura para a população preta e periférica.

Um semestre antes definimos quem serão os convidados e os temas que eles irão abordar, pode ser uma intelectual negra falando sobre seu livro ou um militante dialogando sobre alguma pauta racial. A ideia é ter um espaço diverso, transformador, inventivo e de valorização da aprendizagem, que dialogue com o público e receba cada vez mais a população negra em nossa programação”, diz Danuza Novaes – Gestora cultural e cantora.

Além de Ana e Danuza, o coletivo é composto pela psicóloga Jéssica Moura, o ator Harry de Castro, o cantor Mateus Machado, a produtora cultural Bea Reis e o dançarino Victor Julião. Todos são responsáveis, pela manutenção do espaço e organização dos eventos.

O quilombo faz jus a palavra afeto, em todas as atividades o coletivo fornece um acolhedor coffe break. O espaço foi projetado para parecer uma casa e as rodas de conversas são bem mais que só troca de conhecimento. No Terça Afro, é possível se tornar amigo dos organizadores indo apenas uma vez.

É com este formato de trabalho que o coletivo também leva suas ações para fora da sede. O projeto já realizou diversos eventos nos Sesc e outras organizações culturais. Uma das atividades mais pedida é a roda de conversa com temas sobre questões raciais.

Conheça mais o Terça Afro:
E-mail: [email protected]
Fanpage: www.facebook.com/tercaafro

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações