spot_img
sexta-feira, julho 19, 2024

Últimos Posts

Rapper Duquesa se apresenta pela primeira vez em Goiânia

Em sua primeira edição, o Brabas Festival promete agitar a cena cultural de Goiânia nos dias 20 e 21 de julho. O evento será realizado no Centro Cultural Martim Cererê e conta com um line-up repleto de talentos, destacando mulheres negras da cena goiana de rap. O pontapé do festival leva pela primeira vez a Goiânia a rapper baiana Duquesa, que brilhou na cena em 2023 após o lançamento de “Taurus”, seu álbum de estreia, tornando-a um dos maiores nomes do momento.

Duquesa vai fechar o Brabas Festival no dia 21. Para sua primeira apresentação em Goiânia, a rapper prepara um repertório do seu último álbum “Taurus, Vol. 2”, que já passa de 1 milhão de ouvintes mensais no Spotify. Destaque na Billboard Brasil, Duquesa disse que sua meta é um dia fazer um show tão bonito a ponto de as pessoas terem uma experiência visual. “Quero que elas vejam o espetáculo e digam: ‘Caramba, eu entendi esse universo que ela criou em ‘Taurus Volume 1 e 2’”, afirmou a artista. Certamente, ela vai surpreender o público goiano.

Duquesa vai dividir o palco com artistas independentes da cena de Goiás. No dia 20, o evento inicia a tarde com uma oficina de grafite com a artista muralista Looh!, destaque na cena como a primeira mulher a vencer um campeonato de grafite no estilo “bomb” no sul do país. O primeiro dia do evento segue com discotecagem da DJ Lilian Preta, a partir as 19h, com um repertório musical afrodescendente nacional e internacional.

Na sequência, sobem ao palco a performática rapper MC UNLOVERR, artista multimídia, original cria da Amazônia maranhense e de versos caros (ou seja, uma artista pra ficar de olho!). Além dela, a rapper Anarkotrans, já destaque na cena alternativa da capital, leva para o palco do Brabas Festival sua Farpa Feminina. O evento encerra o dia 20 com discotecagem da DJ Madrinha Odara, que traz um set exclusivo de suas pesquisas musicais após uma vivência na Bahia.

Rapper Luz Negra se apresenta no dia 21 no Brabas Festivas. (Foto: Natalino Oliveira)

Já no dia 21, o evento inicia à tarde com uma oficina de breaking com a B.girl Paulinha, que já realiza este trabalho de workshop por todo o território nacional. Na sequência, a artista Anarkotrans retorna ao palco do evento dessa vez como DJ para um B2B (back to back) com a DJ Madrinha Odara, uma parceria inédita, a partir das 19h.

O segundo dia do evento também terá entre os shows mais aguardados do momento, o da rapper goiana Luz Negra, que retorna aos festivais com um dos seus principais sucessos: a música “Resistência”. E quem vai aquecer as pistas para o show da rapper Duquesa é a DJ Lu, destaque nas batalhas de rimas da grande Goiânia, com um set repleto de música Hip Hop (e uma pitada de música eletrônica).

As oficinas de Grafite e Breaking serão destinadas para mulheres e pessoas transgêneros e travestis, com vagas limitadas por ordem de chegada. Os ingressos e Listra Trans podem ser adquiridos clicando aqui.

O evento é ideal para entusiastas da cultura hip-hop, amantes do rap e todos aqueles que apoiam a diversidade e a inclusão na cena musical. Esperamos a participação de um público vibrante e diversificado, composto por fãs de música, arte urbana e cultura. O Brabas Festival foi pensado para destacar as mulheres do hip hop, e todos são bem-vindos desde que respeitem as mulheres e transgêneres presentes”, destaca a organizadora do evento, Karen Veríssimo.

Serviço:
Brabas Festival – 1ª edição
Data:
20 e 21 de julho
Local: Centro Cultural Martim Cererê – Tv. Bezerra Menezes, Setor Sul, Goiânia-GO
Horário: a partir das 19h (Apresentações musicais)
Valor: A partir de R$ 30 (meia entrada)
Ingressos no Sympla
Lista T: Aqui
Saiba mais: Instagram @brabasfestival

ÚLTIMOS POSTS

Não Perca