Home Editorial Rap, a Primeira Batida: Como surgiu o Rap?

Rap, a Primeira Batida: Como surgiu o Rap?

por Arthur Venturi Vasen

Na semana passada, nós começamos essa coluna falando sobre as diferenças entre Rap e Hip Hop, tendo em vista a pouca preocupação que a nova geração de pessoas do rap tem com a história do movimento e a pequena disponibilidade de tempo e paciência da antiga geração para transmitir seus conhecimentos.

Bom, sabendo a diferença entre Rap e Hip Hop uma pergunta a ser feita é: como surgiu o Rap?

E é importante começar dizendo que nós não temos certeza absoluta. Conforme cada pessoa viveu o período de nascimento do Rap, contou a história de uma forma diferente. E, juntando todas as histórias que ouvimos sobre esse período, temos duas versões diferentes do que pode ter acontecido.

Na primeira versão, o rap nasceu nos anos 70, no bairro do Bronx, na cidade de Nova York. E nasceu por causa de uma série de eventos que facilitaram seu desenvolvimento. Por um lado, foi nos anos 1970, nos EUA, que surgiu a tecnologia dos LPs, o que deixou todos os aparelhos do vinil muito mais baratos e acessíveis: o que antes era um artigo de luxo, tornou-se acessível, especialmente para as pessoas da periferia do país. Além disso, em muitos guetos americanos, a maioria da população era negra e latina e, em uma década de recessão econômica e desemprego, ficava mais em casa, inclusive porque qualquer atividade fora do próprio bairro era cara. Entre as pessoas que moravam no Bronx nessa época, estavam muitos jamaicanos que tinham a tradição de fazerem festas abertas na rua com som alto. Por fim, fui uma época politicamente tumultuada onde o presidente liberal Richard Nixon teve que renunciar, enquanto assumiu o ultra-conservador Jimmy Carter que, por não investir na infraestrutura dos guetos, levou a um maior consumo de drogas e violência nos próprios bairros periféricos.

Afrika Bambaataa (Foto: rollingstone.com)

Afrika Bambaataa (Foto: rollingstone.com)

Ou seja: vinil mais barato, pessoas desempregadas passando mais tempo no próprio bairro, pessoas que gostavam de fazer festas de rua e um governo conservador e opressor. Foi nesse contexto que os primeiros grandes DJs do Bronx surgiram: o jamaicano Kool HercGrandmaster Flash e o Afrika Bambaataa. De acordo com o que as pessoas na época falam, Kool Herc foi responsável por inventar a técnica do breakbeat (quando o DJ sampleia outra música), Grandmaster Flash inventou o scratch (girar o disco com as mãos atritando a agulha da pickup com o vinil) e Bambaataa é considerado o fundador do movimento Hip Hop.

Kool Herc

Kool Herc

E é importante lembrar que as pessoas nos guetos, entre outros gêneros musicais, consumiam muita música produzida por intérpretes negros como o Soul, o Spiritual, o R&Bo Funk e a Disco, de forma que grande parte das bases musicais das primeiras dos primeiros raps foram inspiradas ou sampleadas desses outros estilos

Foi nesse momento que surgiu o Rap enquanto técnica musical. Um dos historiadores do Rap, o antropólogo João Batista de Jesus Félix, escreveu sua tese de doutorado falando sobre esse momento de fundação (veja o texto na íntegra AQUI) e diz que a rima começou de um jeito diferente do que a batida. O foco das festas rap eram as batidas e o MC (mestre de cerimônias) apresentava os DJs. Conforme o tempo foi passando o MC, além de apresentar os DJs, falava muitas vezes e de forma breve sobre os problemas sociais do bairro. Até que, em um determinado momento os DJs, percebendo que essas críticas sociais tinham a ver com a batida deles, começaram a convidar MCs para cantarem as suas batidas. E, de acordo com essa versão da história, foi assim que surgiu a configuração dos grupos de rap que existem até hoje: os DJs e os MCs.

Por fim, a segunda versão da história, defendida também por um dos nossos leitores aqui do ZonaSuburbana,  já diz que o Rap, na verdade, surgiu nos anos 1950 na Jamaica e, conforme alguns jamaicanos foram para os EUA tentar um emprego melhor, acabaram não conseguindo e foram morar nos guetos das cidades. E, em Nova York, pelo motivos falados aqui, houve uma grande abertura para que os jamaicanos mostrassem essa nova forma de fazer festas e produzir um som diferente. E, nessa versão da história, foi a partir daí que os MCs entraram mais no Rap e começaram a cantar sobre política, como dito anteriormente. Ou seja: a grande diferença da primeira versão para a segunda é sobre onde a batida do Rap surgiu.

Comentario

Quaisquer dúvidas, críticas ou sugestões escrevam para nós nos comentários!

Você pode gosta

1 comentário

joao paulo 04/09/2016 - 14:21

Estou curtindo demais as histórias do Rap/Hiphop nesta coluna!

Fica aqui uma sugestão/dica, voces poderiam fazer uma compilação semanal de tudo que sai no site e mandar por email os links para acessarmos o que acha?
Como o fluxo de notícias é abrangente, novidades nacionais, novidades internacionais, a coluna, os lançamentos de discos, notícias e tudo mais, as vezes pode acabar que as pessoas não vejam algo que é muito enriquecedor…
Um e-mail seria muito bom para organizar tudo e gerar mais acessos, ou algo desta maneira aqui dentro do site mesmo!
Venho mais uma vez agradecer a vocês por tudo que tem feito, gosto demais do site e acompanho diariamente com muito zelo !
ˆˆ

Reply

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações