Home Editorial Raffa, continue irmão!

Raffa, continue irmão!

por Braian Gehlen

Você pode criticar algumas posições do Raffa Moreira, mas não dá pra negar o tanto que esse mano trampa.
Atualmente o maior expoente do trap brasileiro, Raffa vêm dropando materiais em série, focado especialmente em mixtapes curtas e temáticas.

Não é de estranhar que um negro como o Raffa suscite polêmicas raciais: Nos acostumamos desde cedo a estabelecer a posição do negro subserviente em nossa sociedade. No entanto, quando insistimos em reproduzir esse posicionamento dentro de uma cultura que foi criada, mantida e expandida por negros, então estamos sendo hostis a essa manifestação cultural.

É difícil pra alguns, digerir a estética negra, quando ela se reinventa através da moda street wear, ou de uma musicalidade moderna. Ou, em resumo, é difícil para alguns brancos assimilarem a estética e as atitudes de um negro, quando esse mesmo negro tem poder de consumo e pode acessar os mesmos privilégios de um branco, como ter um bom carro, viajar para fora do país, ou andar com roupas de marca.

Raffa Moreira (Foto: lldazo)

O ZS procurou o artista para saber das novidades e, de forma bastante receptiva, o MC nos contou um pouco sobre seus novos projetos. A novidade é um novo eu-lírico, “Guapo”, personagem que coloca o artista mais próximo de sua latinidade, dando nome a sua nova mixtape, que está sendo produzida e teve a faixa-título divulgada (ouça AQUI).

De acordo com ele, essa mixtape vem com uma das colaborações mais aguardadas do rap nacional, entre o próprio Raffa e o MC Igu, outro grande expoente do gênero trap no Brasil:

“Guapo, é o eu-lírico que representa um jovem negro latino-americano, Revolucionário como Che e sagaz como o Denílson.”

Quando perguntado sobre qual seria a proposta sonora da Mix, o MC foi direto ao ponto:

“A proposta é “PLUG”, um mano que esta “plugado” em tudo, drogas, armas, produtores musicais, estúdios, dinheiro. É um conceito de um mano na correria. E a sonoridade traz uns timbres específicos, que já tem ali em “Toca Black Trança”, “Motel” ou na faixa “Guapo”, com o Rincon.”

Raffa Moreira (Foto: lldazo)

Com temáticas quotidianas, como as abordagens policiais e rolês pela cidade, tratados de forma impressionante através do storytelling no Trap, Raffa demonstra responsabilidade ao falar de temas corriqueiros no hip hop. Violência, criminalidade e consumo de drogas, em batidas originais e futuristas, oníricas e atmosféricas, são a junção que fazem com que Raffa Moreira seja um grande representante do original trap Atlanta no Brasil.

Não por acaso, Raffa está de malas prontas para encontrar o diretor Toddy Ivon em Los Angeles, agora em junho. Dos EUA, Raffa pretende voltar com clipes e uma websérie, produzidos pelo diretor, apresentando ao público um pouco do lifestyle do artista.

Outro trampo que também promete, é a junção com Blackout, Derek, e Adonai em uma futura Cypher já anunciada para o Rap Box. Além do anúncio dessa Cypher, o artista também esteve recentemente realizando sessões de estúdio com o DaLua, e a colaboração mútua nas próximas mixtapes dos dois artistas já é certa.

Distante das polêmicas, fazendo dinheiro e trabalhando pesado.

Raffa, continue irmão!

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações