Home Entrevistas Podcast “Meu nome é correria” traz no Episódio #10 o rapper Dexter
Podcast “Meu nome é correria” traz no Episódio #10 o rapper Dexter

Podcast “Meu nome é correria” traz no Episódio #10 o rapper Dexter

por ZonaSuburbana

A Philips Áudio, marca do Grupo TPV, convidou o cantor e compositor Dexter para participar de mais um podcast Meu Nome É Correria, produzido pela marca e com apresentação de Thaíde

Após 13 anos no sistema prisional, Marcos Fernandes de Omena, conhecido artisticamente como Dexter, ganhou a liberdade em 2011 e tornou-se um dos maiores nomes dos gêneros rap e hip hop. 

Em um bate-papo descontraído com Thaíde – seu amigo de longa data –, Dexter conta que sua paixão pelo hip hop nasceu da interação com as comunidades de Diadema, sua cidade natal, da sua compreensão sobre a pobreza e a violência na periferia e da sua admiração pelos Racionais MC’s. Com isso, Dexter decidiu viver da música e usá-la como meio para denunciar as mazelas sociais.

O rapper revela que as experiências do cárcere lhe deram a inspiração e os aprendizados que construíram sua carreira. Por meio do Talentos Aprisionados, projeto voluntário que procura possíveis artistas entre os detentos e utiliza a arte para ajudar combater o crime, Dexter teve a oportunidade e os apoios para fazer suas primeiras gravações e composições e distanciar-se da marginalidade. 

Ao longo da entrevista, Dexter declara seu orgulho por ter feito parte do 509E e que os anos como integrante do grupo musical lhe deram a segurança necessária para tomar a decisão de seguir carreira solo. Por meio de sua independência, Dexter passou a expressar seus pontos de vista e sua personalidade, além de desenvolver grandes projetos como o CD “Exilado Sim, Preso Não”, premiado no festival Hutúz como melhor álbum de 2005.

Neste momento, Dexter tem como propósito emocionar as pessoas com o rap e o hip hop e usar esses estilos musicais para transmitir conhecimentos e combater preconceitos. “O rap e a música em geral têm o poder de entrar no coração e na alma das pessoas e revolucioná-las de alguma forma. A música incentiva as pessoas a pensar e raciocinar. É por isso que tenho orgulho de ser um rapper”, afirma Dexter

O conceito da campanha Meu Nome É Correria foi desenvolvido pela E-Content Lab, com o objetivo de valorizar quem se esforça para alcançar seus objetivos. Os fones de ouvido da marca representam a ideia de que é possível chegar a qualquer lugar e que a música é um incentivo para que esses sonhos se tornem possíveis.

O episódio está disponível nas principais plataformas de streaming de podcast e em vídeo, no canal Philips Áudio e Vídeo no YouTube, no qual os programas anteriores, que já trouxeram nomes como Mano Brown, Negra Li, Karen Jonz, Paulo Miklos e Cafu, podem ser vistos e ouvidos. As novidades sobre os episódios também podem ser acompanhadas no Instagram da marca: @PhilipsAudioBr

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações