Home Rap Nacional P.A. & P.H. levantam os punhos contra a violência policial em clipe de “Levante os Punhos”
P.A. & P.H. - Levante os Punhos

P.A. & P.H. levantam os punhos contra a violência policial em clipe de “Levante os Punhos”

por ZonaSuburbana

P.A & P.HTwins of Rap, são Pedro Alexandre e Pedro Henrique, os Gêmeos do RAP. Os irmãos nasceram em Curitiba, Paraná, e estão se destacando na cena internacional. A dupla começou sua carreira cedo, em 1996, quando tinham apenas 6 anos, e chamaram a atenção de Eduard Irimia, fundador e CEO do Superkombat Fighting Championship e produtor do Superfilm e da Dream Makers, de Hollywood. Inclusive, Eduard é o promotor que descobriu e impulsionou Florian Munteanu para o elenco do filme Creed II, tornando-o o ator principal no papel de Viktor Drago. Além disso a marca Superkombat fez parte do ringue final do filme com Sylvester Stallone.

A partir daí, P.A & P.H foram convidados a visitar a Europa e Hollywood, juntamente com a Beyond Skills e com a Dream Makers, além de serem entrevistados pela BFTV, uma das principais webtvs brasileiras do continente europeu. Os gêmeos também já dividiram palco com os rappers norte americanos Ja Rule e Soulja Boy.

Agora, na semana da Consciência Negra de 2020, os gêmeos anunciam seu lançamento, “Levante os Punhos”, single acompanhado por vídeo clipe, que integra o primeiro álbum oficial da dupla. O som dedicado a ancestralidade, é um verdadeiro protesto contra a violência policial, já o refrão dos backing vocals Bruno Sann e Thamyres Borges levam fé e esperança a quem sofre com o racismo todos os dias. 

A Levante os Punhos é a voz dos que se foram, é o grito da nossa alma, o hino do nosso povo. Meu avô foi arrancado dos braços de sua mãe com cinco anos de idade para ser escravo, somos a segunda geração pós escravidão”, reflete a dupla.

A batida fica por conta de Rafa Ink, beatmaker que foi apresentado aos Gêmeos através de um amigo em comum, Fernando Coan. Influenciados por Racionais MC’s, Notorious Big, 2Pac, Jadakiss e JayMax, os irmão introduzem a música com uma voz sendo entoada a capella que clama pela vida. Já o clipe de Fernando Monteiro traz o trecho de uma reportagem por Maju Coutinho sobre a morte do jovem negro, João Pedro, brutalmente assassinado por policiais, introduzindo as rimas muito bem construídas de P.A & P.H.

O sangue do meu povo é a tinta da caneta que escreve as páginas desse livro de história racista”, inflama a dupla. 

Confira o videoclipe abaixo: 

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações