Home Agenda Maior conferência de genealogia do Brasil traz discussão sobre raízes negras
Maior conferência de genealogia do Brasil traz discussão sobre raízes negras

Maior conferência de genealogia do Brasil traz discussão sobre raízes negras

por ZonaSuburbana

Na semana da consciência negra, a segunda edição do FamilySearch Gerações, maior conferência de genealogia e história da família do Brasil, acontecerá de 26 a 28 de novembro, e contará com a participação do cantor, compositor, produtor, diretor artístico, CEO e cofundador junto com o irmão, Emicida, da LAB Fantasma, Evandro Fióti. No bate-papo, Fióti irá falar sobre buscar suas raízes africanas e a importância de reconhecer a sua origem, como o legado dos antepassados nos influenciam hoje e o que devemos fazer para deixá-lo para nossos descendentes.

Nascido na periferia da Zona Norte de São Paulo, o artista evidencia com frequência o quanto sua origem e, principalmente, sua família – com bastante e merecida exaltação de sua mãe – foram fundamentais na construção de sua personalidade. Negro, pobre e à margem da sociedade, Fióti perdeu o pai aos dois anos de idade. Jacira, mãe de quatro filhos que criou praticamente sozinha, transformou o caminho da dor priorizando o acesso à cultura e à educação. “Tem raiz que, em vez de o prender, o fez crescer“, como ele diz. Sua trajetória deixa evidente como ter conhecimento e orgulho de suas raízes transforma vidas – o que é percebido em sua música, sempre com forte influência de brasilidades, e produções culturais, como na série documental que desenvolveu e produziu com o irmão Emicida. “O Enigma da Energia Escura” é um convite para reflexão sobre a história da população brasileira, como eles mesmos definem, em cinco episódios com diferentes temáticas sobre a negritude contada por uma equipe majoritariamente negra, o que sempre foi um sonho dos dois.

Conhecer e valorizar sua raça é urgente em um país que tem 56% da população negra (pretos ou pardos), segundo dados mais recentes do IBGE, de 2019. Com um passado de origem escravocrata no Brasil, grande parte dessas pessoas não possuem registros de antepassados por falta de arquivos de referência. Ter acesso a esses documentos é possibilitar aos afrodescendentes de hoje a reconstrução de uma história que deixou inúmeras lacunas de informações sobre suas reais origens. Pensando nisso, o FamilySearch, em parceria com o Arquivo Nacional, iniciou este ano um projeto de digitalização de tais arquivos.

Sendo a maior organização de pesquisa genealógica do mundo, que coleta, preserva e disponibiliza registros de genealogia global em seu site, de forma gratuita, para uso do público em geral, o FamilySearch Brasil tem como um dos projetos mais recentes – e audaciosos – digitalizar registros relativos à diáspora Africana no país, atualmente em custódia do Arquivo Nacional e que contempla documentos de 1538 até o final do século 19. Nesse período, o Brasil recebeu 4,9 milhões de escravizados e possibilitar o acesso público a este acervo permitirá que os descendentes encontrem o registro de seus antepassados.

Para acompanhar o bate-papo com Evandro Fióti e as demais palestras do evento FamilySearch Gerações, basta se inscrever pelo site familysearchgeracoes.com.br, onde também consta a programação completa dos três dias. As palestras e debates terão o objetivo de ajudar o público a fazer descobertas interessantes e a conectar-se com seu passado, e serão exibidos em lives pelo Facebook, Instagram e canal oficial do FamilySearch Brasil no Youtube. 

Evento:

26/11 das 15h às 20h

27/11 das 10h às 20h

28/11 das 18h30 às 20h

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações