Home Discos kolx e Keith estreiam em primeiro projeto solo, “Tipos de Rochas & Minerais”
kolx e Keith - Tipos de Rochas & Minerais

kolx e Keith estreiam em primeiro projeto solo, “Tipos de Rochas & Minerais”

por ZonaSuburbana

A mixtape “Tipos de Rochas & Minerais” é o tórax linguístico de kolx (Underismo) e o olhar sintetizante de Keith (Guild). O projeto de estreia dos dois artistas, foi lançado no dia 4 de setembro. A mixagem e masterização foram feitas pelo engenheiro de som, SE7E (Guild) e a captação de voz por DeusNoBruxo (Underismo), no estúdio Kaffeína Record’s. Com 37 minutos, divididos entre “ambiências”, interlúdio e faixas, o disco abre uma rachadura no meio de seu próprio organismo para efetivar um harmônico estudo de si. 

A presença de vozes em variadas intensidades, expressam o tom de cada ser existente no universo da mixtape, surgindo de forma material ou imaterial. Assim como, os instrumentais hospedam os seus sentimentos, as suas vontades, as suas características. Segundo kolx, o projeto é mais do que nutrir uma história com início, meio e fim, ele apresenta ao ouvinte uma análise sobre as consequências do intemperismo humano. “É transformar-se; o corpo do ser é uma rocha, onde seus órgãos são os variados tipos de minerais.”, explica.

O disco é resultado de encontros proporcionados pela internet, no SoundCloud, em 2019, quando kolx e Keith decidiram criar. Para ele, a obra é resultado direto de suas expressões mais sinceras.

Passei dias e dias atrás de samples que pudessem conversar com o estilo musical e então fui recortar e criar ambiências. Dias, meses depois enviei as ideias pro kolx, que trabalhou, de forma única e incansável nas faixas. Ao longo de todo o processo de construção da obra mantivemos contato, conectando a distância Bahia – Mato Grosso do Sul, trocando perspectivas e sonoridades, texturas e aproximações.”, conta o produtor.

Toda a mixtape foi tirada de muito esforço, estudo e amor, literalmente, desde a caça dos samples, ao que se fala nas letras. “O que eu desejo atingir, a partir do lançamento, não é nada mais do que o reconhecimento. Até então, somos artistas do underground, com um pequeno nicho que nos acompanha no soundcloud, precisamos alcançar um novo público, que já curte escutar um trabalho sólido e valorize a feição disso”, diz kolx.

Seu nome, no diminutivo, é de uso proposital. “Eu queria que soasse como a própria redução do nome. Percebi que essa ideia é uma expressão de que o nome, minha imagem, é indiferente”. Para ele, importa que as pessoas se encontrem ao que foi expressado artisticamente no disco, que os ouvintes consigam captar o objetivo final do trabalho.

A história de “Tipos de Rochas & Minerais” se desenvolve por intermédio das composições que, por vezes, une Jaime Figura e Zathura no mesmo território, e do granular do vinil nos samples da música brasileira, do soul e da disco music. Inspirado nos estudos de Grada Kilomba e Ailton Krenak, com a boca, kolx crê na construção de camadas de vozes, alterações de tons e na utilização de cantos para acentuar a vazão de toda a mixórdia árdua que o autoconhecimento exige.

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações