spot_img
sábado, julho 20, 2024

Últimos Posts

Kenner: a sandália oficial do Passinho

Gingado, ritmo e criatividade com os pés. São essas uma das principais características do Passinho, dança que faz parte da cultura funk desde os anos 2000. Reconhecido como patrimônio cultural imaterial do Rio de Janeiro, o Passinho começou nas comunidades cariocas, depois migrou para batalha entre os jovens e se transformou em um fenômeno nacional, ganhando um enorme destaque nas plataformas digitais. Com diferentes estilos e malemolência, o que todo dançarino tem em comum é a Kenner nos pés, a sandália oficial do passinho.

Um dos pioneiros no movimento e referência no “Sapateado de Cria” é o grupo “Os Quebradeiras”, que lança campanha em parceria com a Kenner e Coolhunter Favela, um laboratório criativo de Realengo (RJ), liderado pela pesquisadora de tendências e diretora criativa Rafaela Pinah. O grupo de cantores e dançarinos é formado por Gustavo Rosa Ferreira, conhecido como Gustavin, Lucas Alves Vieira, o LC Quebradeira, Cauã Monteiro Sales, o Zelé, e Rafael Carlos Siqueira Clemente da Silva, conhecido como RK – e conta com músicas originais que tem destaque por conta da dança. Originário de Niterói, o grupo foi criado há quase 10 anos e hoje se destaca nas redes sociais se tornando sinônimo de dança e arte nacional.

A campanha apresenta os dançarinos, que transformam o som das sandálias em ritmo, criando um novo estilo de sapateado com Kenner no pé, sempre com gingado e técnica, além de apresentar códigos da cultura periférica como símbolos de arte, as motos, as lonas dos Bailes, o reflexo no cabelo e, claro, a Kenner.

De acordo com Gustavin, quando assistiram ao vídeo do grupo dançando, perceberam que o som da Kenner batendo no chão ficou em evidência, resultando em um conteúdo diferente e original. “Postei o vídeo e nos comentários só se falava isso: ‘Caraca, olha o sapateado de cria, olha o barulho da Kenner, que maneiro isso’”, relembra. Ele diz que o movimento abriu muitas portas na dança, arte e música e o tornou um artista mais completo. “Levamos o passinho com Kenner como referência e a partir de então sempre gravamos com o “barulho” da Kenner”, afirma.

LC Quebradeira, entrou nas batalhas em 2008 e não parou mais. Para ele, o movimento do passinho é essencial, pois ajuda os jovens a focar na arte e dança, e complementa “sempre gostamos de Kenner, desde pequenos, a marca faz parte da cultura do passinho”. “Todo mundo fala do barulho da Kenner, isso é maneiro demais, sabe? Diversas pessoas querem a sandália para poder fazer o passinho e se sentir parte do movimento. Isso é gratificante demais”, finaliza.

Créditos das fotos: Divulgação Kenner

De acordo com Lucas Rodrigues, coordenador de Branding e Comunicação da marca, Kenner, dança e Passinho sempre andaram juntos ao longo dos anos. “O movimento do Passinho contribui para o desenvolvimento social e a expressão artística dos jovens das comunidades, e é motivo de muito orgulho saber que a Kenner é parte desta história”, afirma.

ÚLTIMOS POSTS

Não Perca