Home Editorial HERvolution da KondZilla revelou talentos femininos do funk
HERvolution da KondZilla revelou talentos femininos do funk

HERvolution da KondZilla revelou talentos femininos do funk

por ZonaSuburbana

Idealizado por Alana Leguth, sócia-fundadora da KondZilla Filmes, a plataforma HERvolution estreou como um concurso para trazer talentos femininos para a produção musical do funk. Pesquisa realizada pela União Brasileira de Compositores (UBC) demonstrou que 79% das mulheres que atuam na música são discriminadas. E ainda, de acordo com dados da ONG WIM (Women in Music), apenas 30% do setor musical no mundo é composto por mulheres. Nos palcos, as mulheres ainda conseguem ocupar espaços de grande relevância, porém enfrentam enormes barreiras nos bastidores.

Foi neste cenário que Alana Leguth se pautou para criar o projeto HERvolution. “Nossa ideia é ter letra escrita por mulher, o arranjo e a produção feito por elas e, claro, cantada por uma mulher, seja ela do funk, do trap ou do rap”, explica Alana. Na primeira etapa foram apresentados lançamentos com músicas e videoclipes produzidos pela produtora KondZilla com artistas da casa. Depois, HERvolution estreou como um programa televisivo semanal de variedades, na RedeTV!, em que todo o universo feminino é protagonista de histórias, desafios e debates – sendo uma das faces do projeto homônimo idealizado por Alana.

Dentro do programa HERvolution aconteceu o concurso para encontrar produtoras musicais de funk e revelar novos talentos. Cinco candidatas, que enviaram seus materiais através das redes sociais da KondZilla, foram as selecionadas a participar do concurso. As juradas foram Miria Alves, empreendedora musical com 10 anos de carreira e uma referência no hip hop brasileiro, Dani Russo, cantora de funk, e Apukebeatmaker e produtora musical com 12 anos de estrada.

As candidatas foram: Sistah Mari, DJ Brum, Brazook, Skye e Luísa. Na primeira prova elas tiveram uma hora para produzir um beat autoral com base de funk, após avaliação das juradas a eliminada foi a Sistah Mari. Já na segunda prova, as participantes sortearam um ritmo que elas deveriam mesclar com o funk e todas tiveram meia hora para produzir um beat, dessa vez Brazook teve que se despedir. Na semifinal as três participantes tiveram que produzir um beat de funk mandelão e a candidata Luísa não apresentou bom rendimento.

A grande final foi entre a DJ Brum e Skye, cada uma teve uma hora para criar um projeto de beat para uma composição autoral da cantora Fanieh. Elas deveriam criar melodia e beat da música. E a revelação da ganhadora foi anunciada apenas no palco do programa pela Mila, cantora e apresentadora do HERvolution. Skye foi a grande campeã e fará a produção musical da nova música da Mila, que também contará com um clipe. Ambas com produção da KondZilla e lançadas no canal KondZilla – o maior canal de funk do mundo e o primeiro maior do Youtube no Brasil e América Latina.

Alana explica que quer dar mais visibilidade para as ‘minas’ que estão dominando este estilo de música, valorizar aquelas que trabalham no mercado musical e não são reconhecidas ou não tem sua profissão divulgada. “Realizar esse concurso e em um canal de televisão aberta é mostrar a potência feminina não só com talentos novos, mas com profissionais do audiovisual que estão conquistando um espaço imenso, antes, dominado por homens”, finaliza Leguth.

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações