Home Rap Nacional Filipe Ret, MC Poze do Rodo, Orochi e Bielzin mostram o poder da favela em “A Cara do Crime 3 (Brinde à Liberdade)”, novo hit da Mainstreet Records
Poze, Bielzin, Filipe Ret, Orochi - A CARA DO CRIME 3

Filipe Ret, MC Poze do Rodo, Orochi e Bielzin mostram o poder da favela em “A Cara do Crime 3 (Brinde à Liberdade)”, novo hit da Mainstreet Records

por ZonaSuburbana

Depois do sucesso das últimas duas edições, a Mainstreet Records lança nesta sexta-feira (27) “Cara do Crime 3”. O projeto “Cara do Crime”, que aborda a vivência nas favelas e o preconceito, se tornou um dos produtos mais consumidos pelo público do rap nacional. Já são mais de 400 milhões visualizações nas plataformas digitais. A nova edição da série conta com a participação dos grandes Filipe Ret, Orochi, MC Poze do Rodo e Bielzin

‘A Cara do Crime 3’ é muito aquele lance de nego julgar pela capa. Nós que somos Mainstreet, que é a rua conquistando o mainstream, temos a obrigação de mostrar que não é porque a gente tem a cara do crime que a gente não tem futuro.” explica Orochi.

Para Bielzin, o projeto também é importante para reforçar os valores da favela. E por mais que incomode muita gente, isso é motivo de orgulho.

Eu falo que nós incomodamos na primeira música porque mano, papo reto, nós somos favelados. Nós temos o nosso jeito brincalhão e nem todo mundo gosta disso. E aí as pessoas acabam se incomodando. Mas é a única coisa que elas têm a fazer, se incomodar”, diz o artista. 

‘A Cara do Crime 3’ chega em um momento de alta dos artistas Poze do Rodo e Filipe Ret, que estão no meio dos holofotes após o sucesso de ‘Me Sinto Abençoado’, música que marcou a última edição do BBB. O clipe da faixa já possuiu mais de 100 milhões de visualizações no YouTube.

‘A Cara do Crime 3’ mais um projeto nosso, a gente veio mais uma vez pesado, como de costume. Vamos explodir mais uma.”, diz Poze comemorando mais uma parceria com Ret.

Filipe Ret também se orgulha do novo hit, que, segundo ele, é um som rasteiro. “A parada fluiu, com meus parceiros Orochi, Poze e Bielzin arrebentando daquele jeito. Funk rasteiro.”

Além deles, Bielzin e Orochi também estão em ascensão com faixas solos e outros projetos da Mainstreet. O clipe foi gravado no morro da Rocinha, Zona Sul do Rio de Janeiro e teve lançamento simultâneo com a faixa. O single já está disponível nas plataformas digitais.

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações