Home Noticias Emicida lança projeto multiplataforma AmarElo Prisma

Emicida lança projeto multiplataforma AmarElo Prisma

por ZonaSuburbana

Com conteúdos destrinchados em vídeos, podcast e redes sociais, o rapper paulista cria novas perspectivas por meio de uma jornada de transformação pessoal e social

clareza na ideiapureza no coração
sentimento como guia
honestidade como religião

É necessário voltar ao começo. Lá em sua primeira mixtape, “Pra Quem Já Mordeu um Cachorro por Comida, Até Que Eu Cheguei Longe” (2009), Emicida cantou os versos que abrem este texto no trecho final da faixa “A Cada Vento”. Acontece que esses valores estão diretamente conectados aos quatro pilares que inspiraram o rapper paulista no seu trabalho de estúdio mais recente, “AmarElo” (2019). São eles: paz, clareza, coragem e compaixão (retirados do texto do monge budista vietnamita Thich Nhat Hanh). Quando Emicida lançou o trabalho, não quis chamá-lo de disco, mas, sim, de experimento social, pois a sua proposta era para além da música. Agora, mais uma parte da sua ideia, que tem a transformação como elemento principal de toda engrenagem, ganha vida. Trata-se da iniciativa multiplataforma AmarElo Prisma, cujo conteúdo se espalha em formato de vídeo (às quartas-feiras, em seu canal no YouTube), podcast (às sextas-feiras, nas plataformas de streaming), imagem e texto (em seu Instagram, Facebook e Twitter). A estreia acontece hoje, 27 de maio (quarta-feira).

Emicida projetou tudo o que aprendeu ao longo dos anos como um raio de luz em “AmarElo”, numa espécie de prisma. “Quando você tem um ambiente de paz, consegue alcançar a serenidade e observar a realidade com maior clareza e capacidade de reflexão”, explica o artista. “Daí, é possível se conectar com a sua própria compaixão, se colocar no lugar do outro e, assim, mudar a realidade”, continua. Trocando em miúdos: com AmarElo Prisma, Emicida pretende promover – por meio da empatia – uma mudança de comportamento que permita um respeito à pluralidade do Brasil. Para isso, ele parte de narrativas pessoais (a dele e a de múltiplos e diversos entrevistados) para chegar em soluções coletivas.

Tal qual uma sinfonia, o AmarElo Prisma foi organizado em Movimentos, que serão lançados e destrinchados semanalmente. São quatro Movimentos no total, cada um regido pelos valores de AmarElo. Lembrando: Paz (dialoga com o corpo), Clareza (aborda a mente e a saúde mental), Compaixão (fala da alma, empatia e capacidade de conexão com o outro) e Coragem (diz sobre o coração, o poder de criar uma nova história juntos, independente do medo gerado pelo desconhecido). Esta última, inclusive, traz a filosofia africana Ubuntu como referência ( “eu sou porque nós somos”).

É exatamente como uma sinfonia, onde nós e o mundo somos os instrumentos. Vamos nos afinar, ficar prontinhos para tocar a música mais bonita do mundo”, sugere Emicida. “Juntos podemos fazer muita coisa foda”, finaliza.

O Movimento 1 inicia o projeto traçando uma estratégia para a gente cuidar de nós mesmos. E isso envolve também a maneira como o ser humano se relaciona com a terra, com o consumo, com o corpo e com a alimentação. Então Emicida reuniu não apenas as experiências e referências que ele carrega, mas também convidou outros olhares. São pessoas que trazem repertórios diferentes, seja pelo meio de atuação, pela vivência ou, até mesmo, por sua localização geográfica dentro do Brasil. Projetam luz no prisma do Movimento 1: Sista Kátia, conectora urbana; Bruna de Oliveira, Nutricionista – Crioula curadoria alimentar; Thiago Vinicius, Armazém Organicamente; Tainá Marajoara, cozinheira e pensadora; Débora Nunes, coordenação nacional do MST; Erick G. Schulz, professor de Ayurveda; Rael, cantor e compositor; e Dona Jacira, artista e mãe de Emicida.

O AmarElo Prisma é uma realização da Laboratório Fantasma em parceria com a agência criativa Mutato. “Vivemos um momento muito particular, está evidente o quanto precisamos cuidar mais uns dos outros. E um dos papeis da comunicação é transformar vidas e histórias de maneira positiva, diz Andre Passamani, CoCEO da Mutato. “Nos juntamos à LAB para fortalecer as pessoas de forma que elas consigam atravessar as dificuldades impostas. Ficamos muito satisfeitos em ser parte desse processo de transmutar a inspiração de Emicida em conteúdos que fazem a diferença num período difícil como este”, completa.

A vida sempre vence…

*No dia 29 de maio, sexta-feira, o episódio de podcast do Movimento 1 vai ao ar

Agenda – AmarElo Prisma:
> 27 de maio | Movimento 1 – Paz
> 3 de junho | Movimento 2 – Clareza
> 10 de junho | Movimento 3 – Compaixão
> 17 de junho | Movimento 4 – Coragem

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações