spot_img
quinta-feira, maio 30, 2024

Últimos Posts

Digital Favela lança plataforma de capacitação para fomentar formação profissional de novos influenciadores

Digital Favela, ecossistema pioneiro de influência que conecta a cultura e as oportunidades da favela com seus creators e marcas, anuncia a criação da plataforma Escola D.Cria. O projeto tem como objetivo incentivar, capacitar e formar novos influenciadores diretamente de locais periféricos, trazendo como principal proposta de valor a educação e a geração de novas oportunidades como agente de transformação da vida de talentos das comunidades.

Realizada em parceria com a FavelaCode, EdTech brasileira que tem como propósito a educação tecnológica, inclusão digital, impacto social, diversidade e empregabilidade, a iniciativa une conteúdo, metodologia proprietária, suporte e acompanhamento de diversos especialistas. Somente em sua primeira edição, mais de 700 pessoas que querem desenvolver seu potencial e se tornar criadores de conteúdo serão contempladas de forma totalmente gratuita. A viabilização acontece em parceria com marcas, sendo Uber e Jeitto as duas primeiras empresas a dar suporte à iniciativa por meio de patrocínio.

Dados do Data Favela mostram que 88% dos moradores de favela confiam mais em um influenciador da sua quebrada do que numa grande celebridade. A plataforma chega para impulsionar a economia criativa nesses territórios, em uma iniciativa que vai criar mais oportunidades para quem já tem interesse em ser influenciador, mas ainda não sabe como se capacitar, amplificar sua voz, se conectar com grandes marcas e transformar seu conteúdo em negócio” destaca Guilherme Pierri, sócio e co-CEO da Digital Favela.

O projeto contará com quatro etapas, sendo a primeira de Seleção, aberta a qualquer pessoa que tenha o interesse na oportunidade e que seja morador de favela – e não tenha ainda o trabalho de influenciador como fonte principal de renda; e a segunda de Capacitação, onde os mais de 700 selecionados realizarão suas aulas na plataforma, num total de 25 horas de conteúdo e apoio de mentores e especialistas. Na terceira, de Cocriação, 15 entre os melhores alunos serão convidados para desenvolver uma campanha inédita junto ao time da Digital Favela; e na quarta, de Amplificação, o processo é focado na máxima reverberação do conteúdo produzido pela campanha – e também pelos influenciadores participantes.

Capacitação além da influência

Visando a real transformação de vida dos novos creators, o conteúdo do curso vai muito além do teórico e técnico, abordando ainda disciplinas e ensinamentos sobre marketing, construção de branding pessoal, escolha de público-alvo, tática de vendas e gestão financeira. Ao final, todos os participantes que completarem o curso receberão um certificado e passarão a integrar o banco de talentos da Digital Favela para futuras campanhas – sendo que, entre os 15 melhores, 5 passarão a atuar como influenciadores oficiais de Uber e outros 10 de Jeitto.

A nossa missão na Uber se conectou com a Escola D.Cria porque, ao transformar a maneira como as pessoas se conectam ou se movem pelas cidades, estamos também repensando novas possibilidades de geração de renda. Acreditamos que a Escola vai potencializar a criatividade e proporcionar novas oportunidades não só para os criadores, mas também para toda sua comunidade“, afirma Clara Volpi, Head de Marketing da Uber no Brasil.

A Escola D.Cria reflete o propósito do Jeitto de gerar acesso e potencializar o corre nas comunidades. É uma iniciativa em parceria com a Digital Favela para reconhecer quem já está no corre todo dia, mas precisa da oportunidade para ter mais visibilidade e crescer no mercado de influência. Assim, a gente movimenta todo um ecossistema de jovens, pequenos empreendedores e famílias que podem ampliar a renda ao profissionalizar o que antes era um hobby, gerando impacto social“, diz Pablo Gomes, CMO do Jeitto.

Com termo recentemente adotado de forma oficial pelo IBGE, a favela compreende hoje um território com mais de 17,9 milhões de pessoas em todo o Brasil, as quais movimentam mais de R$ 202 bilhões em renda própria por ano – segundo dados do Data Favela. Entre seus moradores, ter seu próprio negócio é o principal sonho de 35% da população, destacando a veia empreendedora de 6,2 milhões de pessoas.

Os interessados em participar da Escola D.Cria podem se inscrever diretamente nos projetos de Uber e Jeitto nos links indicados. Mais informações também estão disponíveis nas redes sociais da Digital Favela.

ÚLTIMOS POSTS

Não Perca