Home Editorial Confira os grandes sucessos do Hip Hop na edição 58 do Grammy!

Confira os grandes sucessos do Hip Hop na edição 58 do Grammy!

por Arthur Venturi Vasen

Nesta segunda-feira (15) aconteceu a edição 58 do Grammy, o maior prêmio da música mundial, que acontece nos EUA. Com grandes apresentações e premiações para as mais diversas categorias musicais. Entre elas, muitos rappers e cantores ligados ao Hip Hop brilharam. Para te inteirar de tudo o que aconteceu na edição 58 do Grammy, nós do ZonaSuburbana preparamos essa matéria mostrando todos os rappers e cantores de Hip Hop que venceram ou concorreram na premiação.

  • Os Vencedores:

Sem sombra de dúvidas, o grande vencedor da edição 58 do Grammy foi Kendrick Lamar. O rapper concorreu a 8 prêmios, tendo vencido 5 deles. Lamar venceu nas categorias de “Melhor Álbum de Rap do Ano” com To Pimp a Butterfly, “Melhor Performance Rap” e “Melhor Música Rap” com a faixa “Alright”, “Melhor Colaboração no Rap” com “These Walls” (em parceria com BilalAnna Wise e Thundercat) e “Melhor Videoclipe” pela participação que fez em “Bad Blood”, de Taylor Swift. Confira abaixo “Alright”:

Outro grande vencedor foi  Abel Makkonen Tesfaye, o cantor do grupo The Weeknd. Tendo concorrido a seis prêmios, o cantor acabou ganhando dois deles: “Melhor Álbum Urbano Contemporâneo” com “Beauty Behind the Madness” e “Melhor Performance R&B” com “Earned It”. O cantor também foi indicado a dois prêmios pela música “Can’t Feel My Face”.

Outro grupo ganhador foi a parceria entre o cantor John Legend e o rapper Common com a música “Glory”, parte da trilha sonora do filme Selma: Uma Luta pela Igual, lançado em 2014, que conta a história de Martin Luther King. Concorrendo a três prêmios, a parceria ganhou como “Melhor Música Escrita para Mídias Visuais”. Confira:

Como era de se esperar a super produção “Uptown Funk”, parceria entre Mark Ronson e o cantor Bruno Mars, foi indicada para dois prêmios, tendo vencido na categoria “Melhor Performance Pop com Grupos ou Parcerias”. Confira:

Uma premiação ainda veio para o supergrupo Run DMC. Formado no Queens por Joseph Simmons, Darryl McDaniels e Jam Master Jay, representou o início do Rap na década de 1980. O grupo ganhou como “Conquista ao Longo da Vida”, sendo o primeiro grupo de Rap a ganhar nessa categoria. Confira abaixo “It’s Tricky”, um de seus maiores sucessos:

  • Concorreram:

A parceria entre Wiz Khalifa e o cantor pop Charlie Puth“See You Again”, concorreu a três categorias da premiação. A música integrou a trilha sonora de “Velozes e Furiosos 7”.

Outro nome promissor era Nicki Minaj. A rapper concorreu a três categorias pelo seu álbum “Pinkprint”, por “Truffle Butter” (parceria com Drake e Lil Wayne) e por “Only” (parceria com Drake, Lil Wayne e Chris Brown).

Muitos não acreditaram no fato de Drake ter saído sem ter ganhado em qualquer categoria. Além da parceria com Nicki Minaj, o rapper concorreu a mais três categorias com seu álbum “If You’re Reading This It’s Too Late” e pelas músicas “Energy”“Back to Back”

O rapper Fetty Wap também foi aposta de muitos fãs do rap gringo. Tendo estourado nas paradas com o som “Trap Queen”, o rapper concorreu a duas categorias da premiação.

J Cole, o rapper alemão criado nos EUA, foi também uma grande aposta dos críticos de música gringos. Apadrinhado por Jay-Z, o rapper concorreu pelo seu terceio álbum “Forrest Hills Drive” e por “Apparently”, faixa desse álbum.

Muitos outros rappers acabaram sendo indicados. Dr Dre, o rapper americano das antigas, concorreu para uma categoria com seu álbum “Compton”.

Kanye West, que agora está lançando seu álbum “The Life of Pablo”, concorreu a dois prêmios pela música “All Day”, parceria com Theophilus London, Allan Kingdom e Paul McCartney.

Big Sean, por sua vez, concorreu ao prêmio de “Melhor Colaboração no Rap” pela som “One Man Can Change the World”, parceria com Kanye West e John Legend, que integra seu último álbum “Dark Sky Paradise”.

O rapper da Vírgiania, Pharrell Williams, que ano passado foi premiado pela música “Happy”, concorreu agora com o som de “Freedom”, que ainda não integra nenhum de seus álbuns, o que sugere que o cantor pode nos surpreender com um novo trabalho em breve.

A$AP Rocky, o rapper do Harlem que estourou no cenário Hip Hop a partir 2011, concorreu a uma categoria da premiação pelo videoclipe de “L$D (LOVE x $EX x DREAMS)”, faixa de “At.Long.Last.A$AP”, seu álbum lançado em 2015.

Por fim, foi destaque o som  “Classic Man”, parceria entre o rapper nigeriano e americano Jidenna e o rapper Roman GianArthur. A faixa integra o  “Wondaland Presents: The Eephus”, álbum de estréia de Jidenna.

O que você achou da lista de vencedores e de indicados? Você acha que alguém foi injustiçado? Você pensa que faltaram rappers importantes na premiação? Escreva para nós nos comentários!

Você pode gosta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações