Home Discos Canella Fina disponibiliza o EP “Black Bird”
Canella Fina - Black Bird [EP]

Canella Fina disponibiliza o EP “Black Bird”

por ZonaSuburbana

O grupo paulista mais afiado Canella Fina, acaba de lançar o clipe da música “Black Bird” que carrega o nome do EP, essa obra é o volume I da trilogia que está sendo trabalhada há algum tempo pelos integrantes: Gah MC, Cínico, Raptil e Guzzy

O EP “Black Bird” vem com 5 músicas e se encontra em todas as plataformas de streaming além de ter 3 videoclipes (“Cash, “SWISH” e “Black Bird”).

Todos os instrumentais desse EP foram produzidos pelo Cínico, as vozes gravadas no estúdio Cabine 808 por Lucas Felix (com exceção da faixa: SWISH que foi captada no Casa 1). Mixagem e masterização ficaram por conta de Leonardo Ost e com a direção executiva do Cínico.

Lyrics vídeos feitos pela Lab13, veja abaixo.

Confira o clipe da faixa “Black Bird”:

Black Bird” – A música que carrega o nome do EP, a primeira a ser construída e dar o start necessário para as outras tracks fluírem, munida de muitas melodias, punchlines, flows e multi silábicas, apesar de conter muita técnica também é um som bem pista, um ritmo dançante por conta do beat envolvente e da letra que relata momentos comuns e pessoais.

Blefe” – A canção conta com uma narrativa sobre suas experiências e a relação com o título do som. Finanças, relacionamentos, sexo, todos estes elementos cotidianos e como eles influenciam e constroem suas personalidades, influências e vivências com aquela pegada “malandro”. (Gustavo Oliveira)

Swish” – A track vem com a participação os 4 integrantes do grupo, conta com um refrão viciante e as barras “bem quebrada”, traz referências ao basket e alguns bairros de São Paulo, relata como funciona um pouco da rotina periférica, tanto em seus momentos mais tensos como os de descontração, mostra o quão importante é a quebrada e os parceiros estarem unidos em busca do crescimento

Joias” – é feita sobre o conceito da dicotomia entre a ostentação e as raízes dos MC’s. Afinal, é muito tênue a linha que separa fazer seu som virar e esquecer de onde você veio. Sob essa temática que o som se desenvolve na lírica do trio. Não são relações entre casais, é mais como um diálogo interpessoal entre os protagonistas da música e seu interior, e com isso vem as metáforas como se fosse relações entre casais. 

Recheada de referências e metáforas, a música demonstra um diálogo interpessoal e intrapessoal dos artistas, que ao mesmo tempo que compartilham suas ânsias e inseguranças conosco, as dividem entre si. Tudo isso acompanhada de uma atmosfera sonora que soa moderna, mas caótica na medida certa. (Gustavo Oliveira).

Cash” – Com uma estética e atmosfera bem pesada, dark, seguindo o conceito já estabelecido anteriormente no EP, a faixa conta com a participação de Bruxo, é um trap que carrega um peso representativo e político para quem vive na periferia.

A junção com o trabalho audiovisual feito pela Dugetto Filmes torna viva as letras que retratam o cotidiano das quebradas de São Paulo, de quem leva a vida pela rua e na rua, o som narra desventuras com drogas, álcool, mulheres e com seus manos, e como todas essas relações são pautadas pelo dinheiro. O refrão é chamativo com ênfase no sistema capitalista, com a frase “Quem tem real é o rei”, ou seja quem tem a grana é que manda em tudo. (Gustavo Oliveira).

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações