Home DiscosAlbum “Boa Noite” é o terceiro álbum da carreira da banda Julgamento

“Boa Noite” é o terceiro álbum da carreira da banda Julgamento

por Dj Abraão

Considerado um dos mais icônicos trabalhos da seara do rap em Belo Horizonte o Julgamento chega ao terceiro álbum da carreira. A banda conserva basicamente a mesma formação do último trabalho, composta atualmente por Roger Deff, Ricardo HD, e VOZ Khumalo (MCs), Helder Araújo (guitarra), Luiz Prestes (baixo), Giffoni e Tobias (toca-discos).

O novo disco intitulado “Boa Noite” tem como base narrativa os acontecimentos políticos dos últimos anos, explorando através de rimas e samplers a construção midiática da realidade. Mais do que abordar as mazelas do cotidiano, o trabalho trata das reações e das possibilidades de transformação que trazem o esforço coletivo. Essa visão do coletivo, da importância da representatividade e das múltiplas pautas, trouxe um time de peso para o novo trabalho, reunindo BNegão, Tamara Franklin, Kainná Tawá, Ohana, Monge MC, Michelle Oliveira (Cromossomo Africano), Marcelo Veronez, Dokttor Bhu, Shabê, Gurila Mangani, Igor Carpe Diem e X Câmbio Negro.

As participações estabelecem diálogos com gerações distintas do rap produzido na capital, com artistas que são referência para a banda, como os veteranos BNegão e X Câmbio Negro, além de outras sonoridades musicais como, no caso de Marcelo Veronez e Michelle Oliveira. “Boa Noite” traz 13 faixas, todas produzidas pelos DJs e integrantes da banda, Sergio Giffoni e Tobias, exceto as músicas “Cada um vale o que tem?”, coproduzida por Helder Araújo, e “Pra Cachorro Ouvir”, coproduzida por Gustavo SouzaGusmãoMarques. Outra marca do novo disco são as batidas “boom bap”, referência ao estilo de rap que se consolidou nos anos 90, década em que a banda iniciou sua carreira. Os elementos da chamada Golden Era do Hip Hop estão presentes sem que soem meramente nostálgicos, resultando em um álbum contemporâneo. Além do novo disco, o grupo prepara um documentário que narra as duas décadas de trajetória, trazendo como pano de fundo as transformações sociais e do rap na cidade ao longo deste período.

Ouça:

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações