Home Entrevistas Blog Underground Lusófono entrevista o rapper angolano Stage

Blog Underground Lusófono entrevista o rapper angolano Stage

por ZonaSuburbana

Stage é um rapper Angolano, das ruas da cidade de Luanda, Município de Belas (Kilamba Kiaxi), bairro Golf. Um músico 100% Rap, que busca os acontecimentos do cotidiano e o seu espaço no Hip Hop Angolano e quiçá Lusófono.

Daniel Macedo: De onde surgiu o nome Stage?
Rapper Stage: Porque os primeiros passos no movimento. foram sempre na escola nos anos passados (2005) escola Divina Providência. Participando nos espetáculos, eventos e atividades da escola. E foram sempre por cima de um palco interpretando músicos com alto nome na cultura hip hop e da musica angolana. Eu como rapper, como musico do movimento atribui me o STAGE (Língua Inglesa) que em português tem a Tradução de Palco Daí formei e comecei a charme de Rapper Stage (Rapper de Palco).

Daniel Macedo: Como e quando foi o teu primeiro contacto com o rap?
Rapper Stage: O meu primeiro contacto com o Rap, eu era muito pequeno ainda na altura tinha os meus 11, 12 anos de idade, por intermédio de amantes e Mcs da zona que faziam o mesmo.
Muito mais aprofundado nas médias Norte Americanas (Revistas, Televisões e Sites) e pelos músicos e musicas que la passavam fui para as ruas, uma vez que encontrei vários Mcs, com diferentes métricas, flows, mensagens e diferente vibes num só estilo. Eu ainda amador despercebido do meu caminho no R.A.P.

Daniel Macedo: O que é que te incentivou a fazer rap?
Rapper Stage: O que me incentivou a fazer rap, foram muitas causas, mais a principal é a paixão pelo estilo.
desde já eu sempre quis ser uma referência para o Hip Hop nacional, em geral para a musica angolana transmitir aquilo que os rappers sempre tiveram receio de mostrar (Realidade). Durante a minha carreira tenho levado sempre o rap como um estilo alternativo. interventivo, e bastante educativo. Um estilo que me possibilita expor tudo o que sinto. Até porque a sociedade em que vivo é bastante limitadora, com pouco culturismo nacional, governado por um governo Anti-Democrático, mais com um povo bastante batalhador cansado de ver, ouvir e calar.

Daniel Macedo: De onde vem a tua inspiração?
Rapper Stage: A minha inspiração vem de la de cima do altíssimo. Pois ele é razão da minha existência, do meu esforço e do meu talento posso assim dizer. As minhas inspirações vêm também: das Ruas, dos acontecimentos que la se passa. Das informações que o mudo apresenta e o estado de vida da sociedade em geral.

Daniel Macedo: Quais são as tuas mensagens nas tuas letras ?
Rapper Stage: Nas minhas musicas eu tento passar vários tipos de mensagens, seja ela positiva desde que tem a haver com a minha vida e acontecimentos verídicos, reais da sociedade em que vivo e em geral ao mundo. De qualquer forma crítica e construtiva.

Daniel Macedo: Quem teve a ideia de criar o grupo Drop Niggaz?
Rappers Stage: O meu nigga, Irmão, meu productor e ao mesmo tempo meu amigo AD No Beat foi quem deu a iniciativa da criação do grupo. Passaram assim em muitas fases nomeadas do mesmo até chegar a este nome definitivo ʺDropNiggazʺ, nomeado por mim mesmo.

Formado por intermédio de alunos e colegas da mesma instituição escolar (O Pensador do Futuro). Começamos apenas por quatro (4) elementos, todos com o mesmo curso e mesma formação académica (Técnicos Informáticos), mais com diferentes vertentes elementares da cultura Hip Hop, que em cada dia vai crescendo aos poucos.

Daniel Macedo: Estas a quantos anos no movimento hip hop?
Rapper Stage: Como já disse os meus primeiros contactos nos meus 11 e 12 anos de idade isto foi em 2005, mas só consumindo ainda as músicas e nos anos de 2006 começei a criar as minhas letras, os meus compassos e aprofundando mas o conhecimento do mesmo movimento. E em 2010 entro em estúdio, para gravações, produções e assistindo passo a passo os ensinamentos para atingir um profissionalismo.

E posso assim dizer que desde o dia em que o Hip Hop fez parte da minha vida considero a nascença da cultura em mim e que estou a 9 anos no movimento Hip Hop.

Daniel Macedo: Fala-nos um pouco sobre o teu projeto”Ep Ruas,Paz e Liberdade”(participações, produções, etc.)?
Rapper Stage: O nome deste projeto é Ruas,Paz e liberdade será um projecto 100% rap com diversidades temáticas e composições, intitulado Ruas, Paz & Liberdade (EP).

Ruas: Porque ela onde tenho as maiores possibilidades de poder apresentar as minhas potências Líricas e presença cultural. Até porque foi la onde começaram um dos primeiros da caminhada do R.A.P

Paz: é geralmente definida como um estado de calma ou tranquilidade, uma ausência de perturbações agitação. Então venho neste projecto interagir ao Sistema nas melhorias do tipo de vida na sociedade, e não Só dirigida aos meus colegas de manter a essência da boa musica.

Liberdade: pode ser compreendida tanto negativa quanto positivamente. Sob a primeira perspectiva denota a ausência de submissão, servidão e de determinação; isto é, qualifica a independência do ser humano.

Exigindo assim liberdade de expressão, voz do oprimido e uma visão ampla para quem estiver no obscuro (visual e mentalmente). Teremos participaçoes de bons e grandes mcs e produtores na calcultura Hip Hop e do nosso mercado:
participaçoes (musicos): A cerca das participações tive o privilégio de poder ter um dos meus ídolos no meu projecto:
Masta Força Suprema, Max Drop Mc, BG Da SN Gang, DropNiggaz, LDD E Yody buê Dred, HN Gang, DJ Soneca, Irina Félix e produções: (Eu) Rapper Stage, Mancha Beats(R.I.P), Black V, DJ Kiaku, AD No Beat, Beat Oven (Portugal), Stain Star e Alfa J.

Daniel Macedo: Quando é que teremos o teu EP nas ruas?
Rapper Stage: O meu EP não tem ainda um dia especifico para venda nas ruas mas estamos a trabalhar no sentido nê? consoante as nossas possibilidades elaborais, físicas e financeiras para que em breve as ruas tenha a probabilidade e o prazer de receber e o comercializar os meu produtos, de forma que as mensagens que nela traz atinga em todas as pessoas, raças, idades, estatutos da nossa sociedade. E se tudo Correr e Deus nos der a graça, ainda no mês de Julho teremos Ruas, Paz & Liberdade EP nas Ruas.

Daniel Macedo: Tens beef com algum rapper?
Rapper Stage: Beefs Rsrsrs. não, não tenho bifes com nenhum rapper pelo contrário eu respeito todos os músicos, pelo seu esforço e desempenho no movimento. não ha razão de entrar em beefs porque me entendo com qualquer tipo de rapper desde o Undergound até as Street.

Daniel Macedo: O rap angolano tem tido bastante feedback na CPLP(comunidade dos países de língua portuguesa),como vês a evolução do rap angolano?

Rapper Stage: A evolução está a ser bastante boa a muito aproveitável pelos novos talentos, tudo graças a algumas internacionalizações de angolanos residentes no exterior e publicação pelas mídias e outros sistemas de transmissão de mensagens.

Isto está a evoluir e a fortalecer muitos mcs e não só, todos os elementos da cultura Hip Hop e dou graças aos bons mcs e pessoas que trabalham para o engrandecimento da Cultura para já o rap angolano sempre foi muito competitivo, muito forte, muito pesado. Muitos mcs, bons rappers, bons skills, boas panches mais pouca mensagem, poucos contiudos literários e pouca criatividade temática. o Hip Hop é feita de diversidades musicais. mais o rap angolano é muito limitado isso da parte dos mcs.

Pra terminar a entrevista:

Daniel Macedo: Teu top 5 da Lusofonia?
Rapper Stage: O meu tope 5 da Lusofonia são:
1- Força Suprema (Portugal)
2- Gabriel Pensador (Brasil)
3- MCK (Angola)
4- Azagaia (Moçambique)
5- BG da SN Gang (Angola)

Daniel Macedo: Qual é o club que apoias(Asa,Kabuscorp,1º de Agosto, Inter club,Santos,Recriativo da Caála,Petro de Luanda, etc.)?
Rapper Stage: O club angolano que apoio é o Petro de Luanda.

Daniel Macedo: Livro?
Rapper Stage: Filosofia Africana.

Daniel Macedo: Escritor?
Rapper Stage: Matumona Muanamosi.

Daniel Macedo: Marca de Carro?
Rapper Stage: Toyota.

Daniel Macedo:Relojo?
Rapper Stage: Casio.

Daniel Macedo: Consola?
Rapper Stage:PSP (Playstation Portatil)

Daniel Macedo: Desporto?
Rapper Stage: Basquet.

Daniel Macedo: Língua(English,Frances ou Espanhol)?
Rapper Stage: English

Daniel Macedo: Deixe uma linha de freestyle para os leitores do blog.
Rapper Stage: Enquanto eu Faço o Rap em Alta Street Life. Niggas impressionam com cenas alugadas e Escritas dizendo que é um Freestyle. Eu não Mando Punchelines, niggaz não estão ao meu nível. E quando assunto é Biffe não mando Bombas, Faço é Estragos com projectis capaz de paralisar tua mente como a explosão de um Míssil. Underground Lusófono, sou Administrador, Hip Hop como o Macedo, meu objetivo não é ser o melhor Rapper do Mundo. Pelo Contrário pra esses Burros, é Mostrar que o Hip Hop é Inteligência neste mercado. vazio Pois a minha Caminhada é longa objetivo este trazer o Intelectualismo não Ligo os que Outros Dizem, vou continuar a Fazer o que eu Amo mas com muita Sinceridade Prova disto é a Surpresa do meu Projecto brevemente nas Ruas é Ruas, Paz & Liberdade.

Por: Daniel Macedo

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações