Home Editorial Veja Luz e Geraldo Azevedo celebram a beleza feminina no clipe “Dona da Minha Cabeça”

Veja Luz e Geraldo Azevedo celebram a beleza feminina no clipe “Dona da Minha Cabeça”

por ZonaSuburbana

O termo forreggae se popularizou no início dos anos 2000, quando se notou a semelhança entre o padrão de batida da zabumba e a maneira como se toca o baixo nas canções de Bob Marley, Peter Tosh e todos os subsequentes. O neologismo nascido a partir da comunhão das palavras Forró e Reggae é o ritmo da canção “Dona da Minha Cabeça”, composição de Geraldo Azevedo e Fausto Nilo que agora a banda Veja Luz interpreta.

O vídeo, é um registro que mostra o processo de produção da música e as trocas entre a banda de reggae e Geraldo Azevedo dentro do Estúdio Casa do Mato, no Rio de Janeiro. A letra de “Dona da Minha Cabeça” fala sobre uma paixão arrebatadora por uma moça simples e deslumbrante, mas que pode ser interpretada também como uma homenagem à beleza feminina, num modo geral.

É preciso provocar reflexões e, ao trazer o protagonismo para a figura da mulher, dentro de um contexto de exclusão e violência, pelos quais são submetidas historicamente é, sobretudo, uma forma de dizer NÃO ao machismo estrutural, de forma poética, sutil e de fácil entendimento”, aponta a banda Veja Luz.

Com a faixa gravada entre São Paulo e Rio de Janeiro, a Veja Luz priorizou uma sonoridade que fosse tanto fiel ao gênero da banda (reggae) quanto a obra e musicalidade de Geraldo Azevedo, que soasse de forma bem orgânica e natural. Para isso, foi feita a escolha de mixar e masterizar em Kingston, capital da Jamaica, pelas mãos do engenheiro de som Gregory Morris, responsável por álbuns icônicos de Damian MarleyWelcome To Jamrock” até de artistas como Morgan Heritage, Chronixx, Protoje, entre outros.

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações