Home Noticias “Temos que continuar a lutar, protestar e marchar”, afirma Big Boi, membro da dupla Outkast

“Temos que continuar a lutar, protestar e marchar”, afirma Big Boi, membro da dupla Outkast

por ZonaSuburbana

Big Boi, metade da dupla Outkast, lançou recentemente seu terceiro álbum de estúdio solo, “Boomiverse”, trampo que traz rimas sobre relacionamentos e política.

O lado político e contestador de Big Boi tem chamado a atenção da mídia. O rapper, que apoiou o candidato democrata Bernie Sanders em 2016, sempre criticou o establishment político americano. Reportagem do site We Are Green Bay, Big Boi registra a fala de Big Boi “o anti-establishment tem voz, e os democratas precisam ouvir isso e trazer essas pessoas, porque há muito poder na juventude”. Você tem que ouvir as pessoas. É tudo sobre a vontade das pessoas, cara, foi assim é que o presidente Donald Trump entrou lá. Ele recebeu a vontade do povo. Ele virou as pessoas contra o estabelecimento e ganhou.”

O rapper também disparou contra a polícia. “A polícia não está jogando pelas regras […] Estamos vendo os vídeos, estamos vendo as pessoas sendo assassinadas a sangue frio[…] isso te deixa com raiva, e, você sabe, isso só agita o fogo no coração das pessoas.”

Segundo o site WAGB, Big Boi disse que, apesar do foco nacional sobre esta questão, as convicções em casos de brutalidade policial são raras e demonstram uma ausência de justiça na própria lei.

“Eu não quero dizer o que a NWA disse”, disse Big Boi, referenciando a “F — tha Police” do lendário grupo de rap, uma canção de 1988 que aborda a brutalidade policial. “Mas a polícia não está jogando de acordo com as regras, sabe o que quero dizer?” Continuou.

“Então você pode filmar todos os vídeos e gravar tudo o que deseja … se não há convicções por trás disso, então tudo é varrido sob o tapete. Eu apenas acho que isso é errado e nós temos que continuar a lutar, protestar e marchar. “

O rapper, que fundou uma organização sem fins lucrativos que ensina as crianças a serem socialmente conscientes, pediu aos jovens que se envolvam politicamente: “Transmita seu voto, use seus direitos e seja ouvido” […]Você tem que começar do seu canto e do seu bloco para fazer ouvir sua voz.”

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações