Home Rap Nacional Rashid aposta em animação em clipe, “Não É Desenho”

Rashid aposta em animação em clipe, “Não É Desenho”

por ZonaSuburbana

“Cada track nova é um reinício”, canta Rashid em “Não É Desenho”, inédita que lança neste mês de janeiro e com a qual dá continuidade a seus singles-clipes estilosos lançados desde o disco “Crise”. Com mais essa no repertório, o rapper apresenta algo mais urbano e pesado, em contraste com a última, “Interior”, lançada em dezembro, em que revisita o boombap e temas interioranos; agora, a base mais moderna, entre o trap e o grime, dá o grave do som e a tônica do clipe, uma animação que foi buscar em filmes e HQs as referências para assumir, segundo seus produtores, uma identidade underground.

Rashid se põe a falar verdades enquanto traz a influência dos heróis de quadrinhos e desenhos para a rima, desta vez com o propósito de ressaltar quais superpoderes também temos, independente de usar capa, como Marielle Franco, lembrada por ele em um dos versos. O instrumental pede a faceta mais real do rap, da lírica, da maneira como se fala sobre a rua, por isso, no flow, o MC vai e vem nos contratempos da batida para encaixar frases extensas e contar como as ideias rimam tanto quanto as palavras quando diz, entre outros, “Vim com tanta garra que eles já ‘tão desconfiando que botaram adamantium nos meus ossos” e “Realidade custa. Pra noiz é duas vez mais pesada, por isso assusta”.

O clipe é a primeira animação em sua videografia e foi feito com a técnica conhecida como rotoscopia, em que desenha-se por cima de cenas gravadas para depois animar quadro a quadro. A escolha das (poucas) cores e o estilo lembram a sujeira de Sin City, um trato visual que veio acrescentar mais uma linguagem, o design gráfico, ao vasto leque de experimentações do artista. A produção visual é assinada pelo estúdio Miopia – também responsável pela arte no primeiro livro de Rashid, Ideias que rimam mais que palavras, de 2018 – e pela produtora audiovisual Giramundo Filmes.

Sobre o lançamento, o rapper afirma que este é um dos trabalhos mais legais que já fez em sua carreira, tanto por explorar algo ainda inédito quanto por trazer para a música um pouco da cultura geek que acompanha de perto. “‘Não É Desenho’ é um paralelo entre nossa realidade e aquilo que gostaríamos que ela fosse, criando uma ponte entre os mundos”, diz ele de maneira mais poética para descrever, na verdade, o choque de realidades que há nas entrelinhas da vida real.

You may also like

Leave a Comment

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações