Home Editorial Professor de artes marciais ensina seus alunos a lidarem com seus sentimentos

Professor de artes marciais ensina seus alunos a lidarem com seus sentimentos

por Arthur Venturi Vasen

Muitas vezes quando pensamos em artes marciais, pensamos logo em homens e homens que são invulneráveis, durões e “machões”. Poucas vezes pensamos em meninas ou em meninos que não se encaixem nesse padrão.

Esse estereótipo que logo nos vêm à mente, de acordo com muitas feministas, faz parte da “socialização masculina”, ou seja: os meninos aprendem a ser meninos e nessa aprendizagem compram muitos conceitos fechados sobre o que é ser homem, como não demonstrar vulnerabilidade. Essa socialização afeta negativamente não só as meninas e as mulheres, já que esses meninos tem grandes chances de virarem homens insensíveis no futuro, mas afeta os próprios meninos que não conseguem dessa forma expressarem ou lidarem com seus próprios sentimentos.

Contra isso, Sharat Jason Wilson, o professor da Cave of Adullan (Caverna de Adullan), uma escola de artes marciais de Detroit, ensina seus alunos não apenas a lutar, mas a lidarem com seus sentimentos. Em um vídeo postado nessa terça-feira (9) no canal AJ+ no Facebook, que viralizou e teve quase 200 mil visualizações, aparece um dos alunos dando um golpe e, na sequência chorando. O professor então diz: “Eu sou realmente apaixonado por ensinar os meninos, especialmente aqueles que não tiveram a presença de um pai em suas vidas ou que compraram o conceito que nós chamamos de ‘falsa masculinidade’. Nós normalmente não somos autorizados a sermos emotivos. Desde a cultura até certos elementos da mídia nos é imposto que usemos essa roupa e essa capa do Super-Homem e, independentemente de como nós sentimos ou se você está cansado, nós devemos sempre sobreviver e continuar andando. A Cave of Adullan procura transformar gerações de meninos, jovens, homens e famílias para que todos possamos viver nessa sociedade seguindo nossas emoções e cumprindo tudo o que nós viemos à Terra para fazer

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações