Home EditorialDinossaurosRAP Pra história, disco “Hip Hop Cultura de Rua” completa 30 anos

Pra história, disco “Hip Hop Cultura de Rua” completa 30 anos

por Jefferson Ferreira

No dia 02 de novembro de 1988 era lançado o primeiro LP de Hip Hop do Brasil, pelo selo paulista Paralelo, da gravadora Eldorado, o clássico “Hip Hop Cultura de Rua”. O disco trouxe o grupo Código 13, MC Jack, O Credo e a lendária dupla Thaide & DJ Hum.

Cada artista trouxe para o disco duas faixas, sendo O Credo com a faixa homônima, “O Credo” e “Deus da Visão Cega”, MC Jack com “Centro da Cidade” e “Calafrio (Melô do Terror)”, as músicas “Código 13, o Tema” e “Gritos do Silêncio”, ambas do grupo Código 13, e “Homens da Lei” e o sucesso “Corpo Fechado”, de Thaide & DJ Hum.

As produções musicais ficaram a encardo de Dudu Marote, que mais tarde produziu a banda Skank, e na ocasião assinou as produções do Código 13 e de MC Jack, que contava com os scratchs de DJ Ninja e os teclados de A.G. Naja (hoje sobre a alcunha de Rooney Yoyo). O produtor Akira S ficou encarregado do grupo O Credo. E os integrantes da banda Irá!, Nasí e André Jung produziram Thaide e DJ Hum.

Integrantes do disco “Hip Hop Cultura de Rua”

Sobre a questão do pioneirismo do álbum é importante citar que antes de 1988 já haviam músicas de rap gravadas no país, como de Pepeu e Mister Théo.

O fato é que a coletânea reuniu as 4 principais gangs de Hip Hop de São Paulo, esses grupos eram rivais, inimigos declarados, e apesar de resolverem suas diferenças nas rodas de break, muitas vezes os nervos à flor da pele faziam com que a diferença fosse resolvida nas vias de fatos. Assim, essas crews tiveram que trabalhar em conjunto para idealizarem esse projeto, e quando se fala que esse é o primeiro disco de Hip Hop do Brasil, é pelo fato do LP ter, em sua concepção, os quatro elementos da cultura, pois os componentes dos grupos além de MC’s e DJ’s, eram B.boy’s e grafiteiros.

O disco abriu caminhos para outros grandes trabalhos da fase inicial do Hip Hop, como a coletânea “O Som das Ruas” e Região Abissal com “Hip Rap Hop”, ambos de 1988 também e a coletânea “Consciência Black, vol 1” de 1989, primeiro registro do grupo Racionais MC’s. Esses trabalham pavimentaram a história do rap nacional, e serviram de alicerce para a cena contundente do começo dos anos 90, que por sua vez sustentou o gênero no Brasil até chegarmos no grande sucesso que o rap é hoje em dia.

Abaixo você pode dar play e viajar nesse grande clássico do hip hop nacional, que nessa data completa nada menos do que 30 anos:

No YouTube:

No Spotify:

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações