Home Rap Nacional Emicida lança “Libre”, com a participação do duo Ibeyi

Emicida lança “Libre”, com a participação do duo Ibeyi

por ZonaSuburbana

Um grito pelo direito de poder viver, resistir e amar da sua forma. É em torno disso que gira o discurso de “Libre“, terceiro single do próximo projeto de estúdio de Emicida, intitulado AmarElo e com lançamento previsto para o segundo semestre de 2019. Mais uma vez, o rapper paulista se une às irmãs gêmeas Lisa-Kaindé e Naomi Diaz, que formam o duo franco-cubano Ibeyi, para uma colaboração (a primeira foi “Hacia el Amor”, de 2018).  Gravada no Red Bull Studio, em São Paulo, e com produção de Nave, a faixa já está disponível nas plataformas de música.

Com um pé no funk e a energia lá no alto, “Libre” é uma experiência que transcende os idiomas e a geografia. Na letra, o trio brinca com a palavra “nós” – lembrando que um dos lemas do rapper é “a rua é noiz”. No inglês, a pronúncia do termo é entendido como “noize”, que ganha o sentido de “barulho”. “A partir da ideia de que uma palavra pode significar várias coisas, a gente pegou a capacidade aglutinadora da música e colocamos a nossa potência para construir algo muito maior“, diz Emicida, que também revela a vontade de buscar uma profundidade poética nas coisas.

A ideia era fazer uma música que fizesse as pessoas dançar instantaneamente. Todos estávamos envolvidos na produção e sabíamos aonde queríamos chegar. De novidade, ‘Libre’ traz Naomi cantando a letra de Emicida e é a primeira vez que ela canta rap em toda a sua vida“, conta Lisa-Kaindé.

A canção chega com um videoclipe que traz a dança e o movimento como elementos essenciais. Dirigido por Fred Ouro Preto, o registro audiovisual foi feito na Ouvidor 63, a maior ocupação cultural da América Latina, localizada perto do Vale do Anhangabaú, na região central de São Paulo.

O artista segue construindo a narrativa do seu próximo trabalho, “AmarElo“. Primeiro veio o single “Eminência Parda“, responsável por mostrar de onde emana o verdadeiro poder e com a intenção de que as pessoas fossem capazes de se sentir grandes ao se mirar no espelho. Em seguida, a faixa-título “AmarElo” serviu como um exercício para que todos olhassem ao redor e se enxergassem maiores do que os seus problemas, independente de quais fossem. “‘Libre’ é um jeito de gritar liberdade, dizer que nós vamos estar livres, bonitos, fortes, elegantes e perfumados, sabe?”, fala Emicida. “A vibe dela é tipo a energia de quando você tá se arrumando para o baile para ir curtir com os seus amigos. Você só vive uma vez, vai viver!“, sintetiza.

Se o gueto acorda, o resto que se foda!

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações