Home Noticias Chino acusa The Game de usar compositores fantasmas nas diss contra Meek Mill

Chino acusa The Game de usar compositores fantasmas nas diss contra Meek Mill

por Arthur Venturi Vasen

A cada dia que passa a treta entre The GameMeek Mill/Sean Kingston ganha novas proporções. Tudo gira em torno de The Game acusando Sean Kingston de colocar seu nome no processo que Kingston abriu contra uma boate em que teve sua corrente de ouro de 300 mil dólares roubada e, de acordo com The Game, foi Meek Mill que incentivou Kingston a entregá-lo.

Apesar de Kingston ter desmentido isso mostrando que em nenhum momento citou o nome de The Game, a treta se expandiu e já resvalou inclusive em Nicki Minaj, namorada de Meek Mill. Nisso The Game lançou a faixa diss “92 Bars” contra Meek.

Meek respondeu com a faixa “OOOUUU remix” e The Game fez a tréplica com a faixa “Pest Control”.

Em meio à várias alegações um contra o outro, o primo de Meek Mill descobriu que, aparentemente, The Game era um dançarino exótico antes da fama e divulgou uma foto que pode ser a do rapper enquanto trabalhava em uma boate.

Nesta terça-feira (20) foi a vez do rapper Chino aliar-se a Meek Mill alegando que as duas faixas diss contra Meek (“92 Bars” e “Pest Control”) foram escritas por um compositor fantasma: “À propósito, eu conheço o compositor fantasma do The Game. Ele é de Chicago e anda com uns caras bem legais. Alguém pode por favor me dizer que o The Game já parou com tudo isso? (…) Foi Marcus Black quem escreveu isso [as faixas diss]. É hora de te expor, compositor fantasma! Isso é um fato!”.

Desde terça, The Game não revidou a acusação.

You may also like

Leave a Comment

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações