Home Noticias Birdman quis processar Jay-Z e a rede Tidal por terem disponibilizado uma EP de Lil Wayne

Birdman quis processar Jay-Z e a rede Tidal por terem disponibilizado uma EP de Lil Wayne

por Arthur Venturi Vasen

O rapper Birdman, cofundador do selo musical Cash Money Records processou em julho do ano passado o rapper Jayz e a sua rede Tidal por terem disponibilizado o “Free Weezy Album”, um EP do rapper Lil Wayne.

Essa semana um juiz barrou o processo na medida em que Birdman não conseguiu encontrar provas mais decisivas contra Jay-ZLil Wayne contou que queria lançar, na época, seu álbum “The Carter V” e não foi autorizado por Birdman.

Assim, Lil Wayne lançou o EP “Free Weezy Album” através do Tidal, o que Birdman considerou como uma violação do contrato de Lil Wayne com a Cash Money Records. De acordo com o juiz, contudo, não houve qualquer tipo de violação.

Muitos críticos tem falado que o processo foi uma tentativa de Birdman de faturar uma grana (50 milhões de dólares) às custas de Jay-Z.

Além de Lil Wayne, a Cash Money Records produz rappers de peso como Nicki MinajTyga.

Você pode gosta

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se assim desejar. Continuar Mais informações